Welcome, visitor! [ Register | Loginrss

As melhores acompanhantes do Rio de Janeiro estão aqui! hotside.com.br

Velho tarado

  • Enviado: 10 de novembro de 2012 09:56
Velho tarado
Velho tarado - Image 1Velho tarado - Image 2

Corpo do conto

Ola sou uma travesti 30 anos 1,70 63kg morena seios medios e uma bundinha deliciosa.
Me formei no ensino fundamental e passei pro ensino médio,como eu ja estava tomando hormonios femininos quis ir pra escola com roupas femininas,ja me sentia uma moça.Acontece que a diretora da escola me proibiu de ir a escola vestida de menina.
Eu continuava irredutivel,ou ia pra escolavestida de menina ou não ia,acabei ficando sem estudar.Estava com 15 anos na epoca.
Quando completei 17 anos eu ja era uma mulher,com corpo de mulher,seios de mulher,bumbum redondinho igual de mulher e continuava fora da escola.Minha mãe acabou conhecendo um advogado nas trepadas que ela dava e comentou com ele sobre a minha situação escolar.
O advogado falou pra minha mãe que ia entrar na justiça contra a escola,não se deve proibir uma pessoa de estudar só porque essa pessoa vai estudar vestida de mulher e antes era homem.
Fazia um bom tempo que eu não sabia o que era sexo,meu pai que sempre me comia havia separado de minha mãe pra ir morar com outro homem e minha mãe não deixava eu transar com os seus machos.
Por causa de ficar 2 anos sem estudar eu me sentia um pouco mal,não queria sair de casa mais,estava tendo uma leve depressão.Quando o advogado falou pra minha mãe que o causa contra a escola era ganha eu me animei mais um pouco,pensando que logo eu poderia voltar a estudar.
Era uma sexta-feira minha mãe me mandou ir até o banco pagar um boleto bancario.Entrei no banco e fui direto na fila,devia ter umas 15 pessoas na minha frente.
Estava eu na fila quando um senhor de idade,devia ter uns 60 anos mais ou menos,entra na fila atras de mim.Dei uma olhadinha para tras e percebi que ele me comia pelo olhos,tambem estava vestida com um topzinho curto,uma calça leg grudada no corpo e uma calcinha fio,com só uma tirinha na parte do bumbum,que por sinal estava aparecendo.
Passado alguns minutos ele se aproxima e fala bem baixinho no meu ouvido:
-Essa calcinha eu tiro com os dentes,e depois dou uma lambida nesse cuzinho delicioso.
Na mesma hora senti um arrepio,e me vi molhando minha calcinha de gozo,isso mesmo gozei na calcinha.Dei uma olhada para tras e dei um sorriso pro senhor.
Quando estava chegando minha vez de ir ao caixa,ele se aproxima e coloca um papel na minha mão,estava escrito:
-Me chamo Renato,tenho 61 anos moro numa chacara fora da cidade,tenho varios animais na chacara e adoro fazer muita putaria,se estiver interessada é só ligar nesse numero que estou passando,que eu venho te buscar qualquer dia ou qualquer hora pra gente fazer muita sacanagem.
Quando terminei de ler estava toda gozada de novo,isso mesmo sou toda sensivel a esse respeito,quando estou com tesão uma simples palavra é o que basta pra mim se gozar toda.
Paguei o boleto pra minha mãe e fui embora,fiquei pensando o resto da tarde na proposta que ele tinha feito.A noite com certeza minha mãe ia pra putaria e eu certamente aceitaria a proposta do senhor.
A noite chegou e minha mãe saiu como de costume,liguei para o Renato vir me buscar que eu iria passar um fim de semana com o Renato.Deixei um bilhete pra minha mãe com o seguinte dizeres:
-Mãe fui convidada por um amigo para passar um final de semana com ele,estou indo,segunda-feira cedo estarei de volta.Beijos.
Renato veio me buscar,eu estava vestida com um vestidinho curto,sem sutiã,com uma calcinha bem pequenininha enfiada no rabo.Quando me viu foi me agarrando e me beijando.Beijamos bem apaixonado mesmo como se fossemos namorados.Renato levou a mão por baixo do vestido e apalpou minha bunda e eu fiquei toda mole na mão daquele homem.
Renato me levou pro sitio e toda hora me olhava e me comia com os olhos,eu ficava toda lisongeada,sendo cobiçada por aquele garanhão.Ja passava das 21:00 horas quando chegamos no sitio.Renato abriu a porta do carro pra mim,me pegou pela mão e ali mesmo naquele lugar a gente se beijou de novo,so que desta vez,a coisa foi quente.Numa simples levada de mão Renato tirou meu vestido me deixando só de calcinha,ai ele foi descendo e chupando meus seios que sensação maravilhosa,aquele homem sabia como chupar uma mulher de verdade.Depois de chupar meus seios,Renato me virou de costa para ele e foi descendo até chegar na minha bundinha,começou me mordendo e depois me lambendo.Me deixou de 4 ai fiquei totalmente exposta aquele macho,me lambeu gostoso até que eu pedi,quase implorei pra ele me comer.Depois de me chupar e deixar meu rabo bem lubrificado ele pegou seu pinto e socou de uma vez no meu rabo,entrou que uma beleza.E ai começou o vai e vem,ele socava e me xingava de puta,de vadia,de vagabunada.Mais o que eu queria mesmo eu estava tendo, uma pika atolada no meu cuzinho.Passado alguns minutos ele anunciou que ia gozar e gozou dessaenchendo meu rabinho de porra.Depois dessa foda gostosa fomos tomar banho e no banheiro fizemos amor de novo.Passamos a noite inteira fodendo,de manhã eu estava com o rabinho todo ardido de tanto levar pika daquele homem gostoso.Espero que tenham gostado do conto.No proximo vou contar como terminou o final de semana no sitio do Renato.Beijos.

One Response to “Velho tarado”

  1. Fiquei de pau duro só de imaginar essa bundinha no meu pau,amei seu conto

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Para entrar em contato com este autor preencha o formulario abaixo e clique em enviar.

Sobre este autor

Outros contos de autoria deste autor calcinha de renda

Ultimos contos escritos por calcinha de renda »

Pesquisa