Welcome, visitor! [ Register | Loginrss

As melhores acompanhantes do Rio de Janeiro estão aqui! hotside.com.br

Tipo do usuario: guest

Transei com a minha Tia

  • Enviado: 15 de outubro de 2003 16:00

Corpo do conto

Eu me chamo Vitor e o que vou relatar ocorreu há um mês. Era uma segunda-feira e meu pai pediu para mim entregar um documento para o meu tio . Fui para a academia e na volta passei no apt do meu tio para fazer a entrega, chegando lá quem me atende é a empregada, que na mesma hora disse que não tinha ninguém em casa, pois meu tio foi trabalhar e minha tia foi à piscina do clube, mas que se eu quisesse esperar podia.Fiquei mais ou menos uns 30 min e minha tia chegou e logo pude notar o seu corpoque eu tanto desejava em minhas punhetas, o nome dela é Carla, é morena clara bronzeada, cabelos compridos até os ombros, seios fartos com marca de bíquine e coxas bem torneadas além de bunda maravilhosa. Apesar de ter 42 anos ela tem um corpo em forma, nesse dia ela estava vestida com um shortcurto der lycra que dava para ver o formato da buceta e uma blusa branca transparente que deixava visível o seu bíquine. Quando me viu falou: Oi Vitor tudo bem, que surpresa boa. Eu respondi: tudo bem tia, vim entregar esse documento para o tio Ricardo. Nisso ela manda a empregada ir ao supermecado. Logo após a saída da empregada ela me pergunta se eu já tomei café da manhã, respondi que sim e aí ela falou que eu iria tomar de novo, então fomos para a cozinha,ela mandou eu sentar e foi pegar uns frios na geladeira, nesse momento ela ficou de quatro na minha frente me deixando de pau duro. Tomamos café e fomos para a sala ela sentou-se do meu lado e tirou a parte de cima , alegando que estava calor, e ficou só com a parte de cima do minúsculo bíquine, com isso pude analisar de perto aqueles seios fartos da titia e olhei descaradamente para os seios dela, tia Carla ia falndo e eu continuava olhando até que parou e perguntou:Você está gostando do que esta vendo, eu meio sem graça respondi : gostando do que. Aí tia Carla falou: dos meus seios que você não para de olhar. Eu rspondi que sim, mas tia como eu posso tercerteza se eu nunca mamei nos teus seios.Ela riu e pegou uma das minhas mãos e colocou por cima dos seios , com estava de bíquine eu puxei o bíquine pro lado e comecei a massagear um dos seios, tia Carla deu um gemidinho e virou-se de costas para mim e disse: Vitor solta o meu bíquine e me pega por trás. Fiz o que ela mandou e apertei os seios dela com as minhas duas mãos, ela achou melhor irmos para o quarto , fomos nos beijando, fiquei mamando os seios da titia por um bom tempo pois além de fartos eram durinhos, ela pediu para mamar a minha piroca. deitei na cama e ela arrancou meu short e a cueca mamou meu pau com se fosse um picolé e gritava dizendo que o meu pau era mais que o dobro do marido dela, nenhuma garota tinha mamado meu pau como a minha tia , uns cinco minutos depois gozei na boca dela , e ela engoliu tudinho até a última gota e disse que pela quantidadde de porra que jorrou do meu pau eu devia estar atrasado, e eu estava , fazia um mês que eu não transava. Ela deitou-se na cama e eu fui tirando o short, dessamarrei o lacinho do bíquine e fui lambendo a bucetona da Carla, até que ela implorou para eu meter nela, pois segundo ela o meu tio só fazia o trivial.Comecei a estocar devagar só que ela pediu para aumentar a velocidade, quando senti que ia gozar, eu tirei e esparramei o meu sêmen nos seios dela. Ela voltou a mamar o meu pau, que logo endureceu, aí eu pedi para enfiar no cu dela, ela relutou dizendo que era virgem de cu, que meu tio nunca havia comido o cu dela , ajeitei ela de quatro e comecei a lamber o cuzinho dela , com isso tia Carla foi se soltando e ao mesmo tempo ia sendo lubrificada, até que fui esfregando o meu pau na porta do cu dela, nesse momento ela pede para eu enfiar bem devagar, fui penetrando, e apesar de devagar doia pois ela gemia de dor e até chorava pois meu pau tem em torno de 23 cm, após uns dez minutos no vaivém eu gozei dentro do cu dela, eu ainda tinha fôlego e deitei de costas na cama e tia Crala começou a cavalgar como uma égua no cio , às vezes ela se abaixava para eu chupar os seios dela , gozei dentro da buceta dela , na hora ela ficou nervosa, mas depois ficoi tudo bem, fomos tomar banho pois ela falou que meuti ia vir almoçar e ela me convidou, aceitei desde que a sobremesa fosse buceta à moda de tia Carla, contudo na hora do banho ainda aproveitei , levantei ela emprencei na parede e comecei a meter só que agora ela fez quesatão de beber a minha porra já que na última gozada eu enchi a buceta dela de porra.

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Para entrar em contato com este autor preencha o formulario abaixo e clique em enviar.

Sobre este autor

Outros contos de autoria deste autor Rodrigo Ipanema

  • Nenhum outro conto escrito por este autor encontrado.
Ultimos contos escritos por Rodrigo Ipanema »

Pesquisa