Welcome, visitor! [ Register | Loginrss

As melhores acompanhantes do Rio de Janeiro estão aqui! hotside.com.br

Tipo do usuario: guest

TRAIÇÃO

  • Enviado: 29 de janeiro de 2009 04:11

Corpo do conto

TRAIÇÃO

Minha mãe é uma mulher de 41 anos, morena, cabelos pretos e longos, pesa cerca de 75kgs, tem um corpo muito bonito, seios durinhos e grandes e uma bunda que muitos homens cobiçam quando ela vai ao clube nos finais de semana. Meu pai é um cara normal, sem muitos atributos, mas também chama atenção de algumas mulheres. Ele tem 42 anos, 1,85ms, 90kgs, moreno, com os cabelos bastante grisalhos. Desde 2007, eu já vinha sentindo que a relação deles não era das melhores, pois sempre discutiam em casa por qualquer motivo, tudo era razão para uma briguinha. Muitas vezes vi meu pai dormir no sofá e minha mãe não tava nem aí com ele. Eu tenho 19 anos, 1,78ms, 70kgs, moreno, cabelos e olhos castanhos. Estou prestando vestibular para Faculdade de Veterinária.

No ano passado, no mês de Março, meu pai foi trabalhar em Porto Alegre e vinha para casa sómente de no final do mês, ficava dois ou três dias conosco e voltava para seu trabalho.

Minha mãe é professora e dá aulas na parte da manhã e noite. Quando começaram as aulas do segundo semestre do ano passado, comecei a notar que nas sextas feiras, mamãe chegava em casa sempre tarde, geralmente por volta das 2 ou 3 da madrugada. Perguntei para ela qual a razão daquilo e ela me disse que precisava se distrair um pouco e nas sextas feiras ia com suas amigas para um barzinho para se descontraírem e tomarem algumas bebidas. Achei legal a atitude de minha mãe e disse : É isso aí dona Cleide, não pode deixar a bola cair.

Ela riu, me deu um beijo e falou : Fica tranqüilo Junior, a mamãe sabe o que faz.

O tempo passou e numa sexta feira de Outubro, eu havia chegado de uma festinha com amigos e mamãe ainda não havia chegado. Já eram quase 4 horas da madrugada. Fiquei preocupado e fiquei sentado na sala vendo TV.Mais ou menos uns 40 minutos depois, ouço um carro parar em frente minha casa e desligar o motor.Esperei uns 5 minutos e nada de mamãe entrar.Fui até a janela do quarto dela e pela fresta pude ver mamãe e um cara sentados no carro. Eles estavam se beijando e se amassando como dois namorados. Naquele instante fiquei irado, estava vendo minha mãe trair meu pai em frente a minha casa. Me deu vontade sair e dar uma porrada nos dois.Mas fiquei na minha e voltei para sala ver Tv.

Depois de algum tempo mamãe entrou e ao me ver na sala perguntou:

Filho, ainda acordado? Porque não foi dormir? Eu respondi : Estava sem sono e vim assistir um pouco de TV, mas já vou me deitar.

Mamãe foi para seu quarto e eu fui dormir. Na manhã seguinte, acordei lá pelas 9 da manhã e mamãe já estava cuidando da casa. Dei um beijo em seu rosto e pude ver que ela estava bem feliz. O dia foi normal, mas a noite ela me disse que ia sair com algumas amigas e voltaria tarde. Falei que tudo bem, eu ia ficar em casa e assistir um filme que havia pego na locadora. A noite,antes de sair mamãe me disse : Filho não precisa ficar acordado me esperando, durma tranqüilo que a mamãe sabe se cuidar muito bem. Ta bom, eu respondi.

Fiquei assistindo o filme e depois fui brincar na Internet.Por volta das 4 da madruga ,ouço um carro parar em frente nossa casa. Era mamãe e um outro cara, não era o mesmo da noite anterior. Fiquei olhando pela janela do seu quarto e pude ver. Eles se beijavam e se amassavam. De repente vejo mamãe se abaixar sobre as pernas do cara e demorar algum tempo. O cara se mexe forte, encostado no banco do carro.Que putona, pensei. Tá pagando o maior boquete para o cara.Fiquei algum tempo olhando pela janela, a´te que mamãe sai do carro, dá um longo beijo no cara e entra.Rapidinho fui para sala. Mamãe entra e me diz. Eu falei que precisava me esperar, porque não foi dormir? Notei que ela estava bem tocadinha, devia ter tomado algumas.Olhando pra ela respondi:Pô mãe, você tá se depravando. Ontem foi um cara que te trouxe e você deu um malho nele. Hoje é outro cara e vocês ficam no maior rolê dentro do carro. Se continuar assim, vai ser foda.

Então, me encarando nos olhos, ela me disse: O que você quer que eu faça? Seu pai já não dá no couro faz tempo. Olha pra mim. Sou uma mulher nova, bonita, cheia de vida, dá uma olhada e vê se não tenho razão.Ao dizer isto, ela tirou sua blusa e deixou seus seios a mostra. Uma coisa linda, durinhos. Em seguida, soltou seu vestido, ficando só de calcinha .Era uma calcinha, branca, com apenas dois fiozinhos e um pequeno pano tapando sua buceta.Ela veio pra cima de mim e falou : Sou ou não sou gostosa? Acho que até você gostaria de me comer. Que isso mãe? Você tá louca? Bebeu demais.

Ela me abraçou e disse: Filho, ainda não dei pra ninguém, só beijinhos e amassos. Hoje, perdi um pouco a cabeça e dei uma chupada no cacete do Lauro, que também é professor lá da escola que trabalho, mas foi só. Eu já estava de pau duro. Apertei mamãe sobre meu corpo e ela sentiu. Ao me ver assim cheio de tesão ela disse: Vem, vamos ao meu quarto, vamos matar nossa ânsia de sexo. Meio sem jeito fui ao quarto dela. Ela tirou o que restava de suas vestes começou a me despir. Eu estava atônito, não acreditava naquilo. Minha mãe e eu. Quando me despiu quase todo, me deixando apenas de cueca ela disse :

Deite no lugar do seu pai, hoje você será o substituto. Vamos nos amar. Assim que me deitei, mamãe puxou minha cueca e caiu de boca em meu pau. Ela chupava com jeito, engolia tudo e voltava a lamber apenas a cabeça. Eu gemia de prazer. Meu pau latejava de tesão.Não pude me conter e gozei forte em sua boquinha. Mamãe engoliu quase toda porra, limpando o que sobrou em minha cueca. Ela então veio pra cima de mim e nos beijamos loucamente. Depois deitou-se de costas na cama, abriu suas pernas e pediu: Vem meu anjo, me fode, me mata de prazer, me faz ser sua puta, quero sentir sua porra quente dentro de mim.Enterrei meu pau com vontade naquela buceta gostosa, enquanto mamãe gemia, se contorcia e pedia mais.Quando eu gozei, ela me puxou pra cima de seu corpo, me beijuo e disse: Filho, sempre quis fazer isto, desde que seu pai foi transferido de emprego, sinto um tesão louco, queria dar minha buceta pra você arombar, me foder loucamente, mas não tive coragem. Quis dar para outros, mas também não tive coragem. Hoje, com sua provocação, não me contive e disse o que devia ter dito antes. A partir de agora, você será meu macho, quero você todos os dias, serei somente sua. Mamãe,você não sabe como isto me faz feliz.Mas, e como ficará a situação de papai? Então ela me disse ; Quando ele estiver por aqui, se ele quiser serei dele, se não, tudo bem. Você concorda? Claro mamãe, você é quem comanda. Depois disto, tomamos um belo banho, com direito chupada mútua e muitos beijos.Dormimos juntinhos. De manhã, fui acordado pela dona Cleide com um café na cama. Ela estava feliz, radiante, somente de calcinha fio dental e sem soutien,um tesão.Neste sábado foi puro amor, mas o restante conto outra hora.

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Para entrar em contato com este autor preencha o formulario abaixo e clique em enviar.

Sobre este autor

  • Escritos por: junior
  • Membro desde: 12 de junho de 2002

Outros contos de autoria deste autor junior

Ultimos contos escritos por junior »

Pesquisa