Welcome, visitor! [ Register | Loginrss

As melhores acompanhantes do Rio de Janeiro estão aqui! hotside.com.br

PAPAI NÃO RESISTIU SUA FILHINHA, E…

  • Enviado: 5 de março de 2009 09:24

Corpo do conto

Olá!… Vou dizer que meu nome e Michele e tudo que aqui vou escrever realmente aconteceu. Sempre fui muito precoce; com apenas 29 anos já entendia que tinha um corpinho bonito e gostava de me vestir com roupas que deixavam minhas curvinhas bem aparentes. Meu pai estava com seus 55 anos e eu adorava seus carinhos… Ele sempre me chamava de – Meu docinho de coco. Meu pai era chefe de segurança de uma grande firma e tinha um físico bem bonito. Num dia que estava vestindo um shortinho bem apertado e um top, mamãe não estava e papai usava o computador no meu quarto checando uns E-mail´s quando me chamou pra que eu o ensinasse a salvar umas fotos que ele tinha recebido em uma pasta. Sentei em seu colo e ele logo botou sua mão em minha barriga enquanto eu ficava explicando o que tinha que ser feito… Apesar dele ficar prestando a atenção senti sua mão sobre meu short e seu dedo encostar na minha xaninha sobre o tecido. Aquilo foi tão inesperado e tão inusitado pra mim que fiz questão de mexer minha bundinha só pra sentir o dedo do meu pai roçar na minha xoxotinha… Logo percebi que papai começou a ficar excitado, senti seu pau duro cutucando a minha bundinha e logo minha bucetinha ficou toda molhada. Papai de repente me tirou do seu colo pedindo pra aguardá-lo que voltaria logo. Eu me sentindo incomodada com aquela umidade na minha calcinha resolvi ir até o banheiro pra dar uma secada… Entrei rapidamente no banheiro e fiquei parada olhando meu pai segurando e movimentando a mão no seu enorme pinto. Me vendo guardou seu pinto dentro do short: Oh, filha! Você também está querendo usar o banheiro?… : Eu quero pai! Mas posso esperar você terminar!… Quando ia sair, ele: Não!!! Se você for fazer só xixi eu espero!… Eu olhando o volume que estava sob seu short resolvi falar pra ver a reação do meu pai: Sabe pai! É que minha pombinha ficou toda molhada e eu só vou passar um papel higiênico nela, é rápido!… : É filha? Por que você ficou com a pombinha molhada?… Fingindo a maior inocência: Não sei pai, eu estava no seu colo e ela foi ficando molhadinha!… : Hummm! E o papai pode dar uma olhadinha nela?… : Pode sim pai!!!… Tirei meu short ficando só de calcinha e ele agachou abaixando-a até meu joelho pra em seguida passar o dedo na minha racha: É, está bem molhadinha; mas isso é normal filha!… Ele continuava passando o dedo levemente: Mas pai!!! Acho que ela está ficando cada vez mais molhada… : Será que é por causa do meu dedo?… : Eu acho que é! É tão bom sentir seu dedo na minha pompinha!… : Você está gostando filha??… : Muito pai!… : Então vamos lá pro seu quarto que papai vai examinar sua pombinha… No quarto eu deitei na minha cama e fiquei curiosa de como ele ia me examinar. Papai abriu um pouco minhas pernas e chegou o rosto bem perto da minha pombinha: Nossa filha! Que bucetinha linda que você têm!… E voltou a ficar passando o dedo e depois me mostrou ele todo molhado: Papai vai limpar sua bucetinha, mas isso vai ser um segredo só nosso e ninguém pode ficar sabendo disso, tá bom?… : Tá bom pai!… Ele segurou minhas coxas e enfiou a cara entre elas e começou a dar beijinhos na minha pombinha… Logo senti meu pai passando a língua na minha racha que meu corpo todo ficou arrepiado: Ai pai! Ai pai! tá fazendo cosquinha!… Aquela cosquinha foi aumentando, aumentando até que meu corpo começou a tremer e alguma coisa que pareceu sair de dentro de minha barriga foi correndo em direção a minha pombinha… Fiquei toda mole; sem saber tinha tido o meu primeiro orgasmo. Papai saiu do meu quarto e logo em seguida voltou: Olha filha, se você guardar esse nosso segredinho papai vai poder examinar sua pombinha mais vezes… E eu guardei e guardo o segredo até hoje. No dia que fiquei sozinha com meu pai novamente, ele sentado no sofá me chamou pra sentar no seu colo e novamente senti seu pau ficar duro: Você quer sentar peladinha no colo do papai???… Rapidamente tirei o short e a calcinha (já estava ficando bem safadinha) e pulei em seu colo pra logo sentir sua mão na minha bucetinha e a outra subiu pela minha barriga por baixo da blusa alcançando meu peitinho… Estava adorando aqueles carinhos que resolvi perguntar: Pai! Você está com seu pinto duro, não está?… : Estou filha! Meu pinto está bem duro!… : Porque você também não fica pelado?… : Você tem vontade de ver seu pai pelado?… : Eu tenho pai!… Ele me tirou do seu colo e de pé abaixou a bermuda e a cueca… Vi com os olhos arregalados o pinto enorme do meu pai com aquela cabeça avermelhada: Nossa pai, você tem um pinto muito bonito!… Ele olhou pra mim: Ué, Por acaso você já viu algum outro pinto?… Querendo quebrar todas as barreiras: Já vi num filme que você esqueceu dentro do DVD… : Sua safadinha! Então você já assistiu filme pornô, né?… E gostou do filme?… : Ah pai! Fiquei um pouco assustada com aquilo tudo… Aqueles homens e aquelas mulheres faziam cada coisa… hihihihihi!… Papai sentou e me colocou sentada no seu colo que seu pinto duro ficou entre as minhas pernas encostando na minha xaninha: Faz um carinho no pintinho do papai, faz!… Pintinho? Aquilo era um pintão que eu segurei e fiquei esfregando minha mãozinha em torno daquela cabeçorra que foi soltando um líquido viscoso: Hummm! Que mãozinha gostosa que você têm filha!… Papai tirou a minha blusa e ficou apalpando com as duas mãos meus peitinhos que foram ficando com os biquinhos durinhos. Papai levantou-se me segurando em seus braços e colocou-me deitada no sofá; agachou-se ao meu lado e ficou beijando meus peitinhos e sua mão foi até minha xoxota alisando-a até ficar ensopada… Logo senti seu dedo sujo com meu liquido chegar até meu cuzinho e escorregar a ponta pra dentro… Meu corpo ficou tudo rígido até papai enfiar pelo menos a metade do dedo e ficar movimentando-o dentro do meu cuzinho… Aquilo me deu um prazer tão grande que sem querer pedi: Ohhh! Que gostoso! Enfia mais um pouquinho pai!… Ele enfiou o restante do dedo que senti uma ardência na borda do cú… Papai ficou brincando com o dedo dentro de meu cú e falou: Tá gostando né safadinha! Você viu no filme o que o homem faz na bunda da mulher?… Com a voz entrecortada pelo prazer: Vi sim pai… Ele enfia o pinto na mulher e fica movimentado ele lá dentro!… : Quer que o papai faça igual em você?… : Mas seu pinto é muito grande pra minha bundinha, deve doer muito!… : Dói um pouquinho só no começo, depois que entrar você vai gostar… Papai me colocou ajoelhada no chão e meu corpo reclinado sobre o sofá. Papai ficou esfregando seu pintão na minha pombinha várias vezes e depois encostou-o no meu cuzinho: Papai vai empurrar um pouquinho e você têm que deixar a bundinha bem relaxada pra não doer, tá?… Eu já doida pra ver como era ter um pinto enfiado no meu rabo respondi: Tá bom pai!… Mas quando ele deu uma carcada e senti meu cuzinho sendo aberto pra receber aquela tora dura tentei impedir contraindo o ânus: Relaxa filha! Relaxa!… Deixa o papai enfiar mais um pouquinho!… Destravei o cú e papai enfiou mais alguns centímetros fazendo meu rabo arder pra caralho… Papai com um braço em volta da minha cintura levou a mão na minha xoxota e ficou alisando-a: Calma filha! Calma que já vai passar!… Travei os dentes pra não gritar quando ele enfiou o restante e ficou com ele parado por alguns minutos até me ver totalmente relaxada… Depois começou a movimentar o pinto pra trás e pra frente bem devagar enquanto eu gemia: Ai! Ai! Ai! Tá doennnnnndo!… Papai fez mais alguns movimentos com ele dentro do meu cuzinho pra parar e derramar uma quantidade enorme de esperma… Mesmo depois dele ter gozado continuou com o pinto enfiado no meu rabo e com o dedo ficou alisando minha pombinha até eu também gozar… Naquela noite dormi com o rabo pegando fogo. Dias depois papai tornou a comer meu cuzinho… Só que já não doeu como a primeira vez e curti bastante meu pai socando seu pau no meu cú que mesmo sem ele encostar o dedo na minha xoxota eu tive um orgasmo delicioso. Fui crescendo com meu pai sempre comendo minha bundinha, e como vi no filme passei a chupar seu pinto e a beber toda sua porra… Mais de um ano depois passei a ter a obsessão de me entregar completamente ao meu pai. Papai chupava meus peitos; chupava minha xoxota; brincava com o pinto na portinha da minha buceta, mas nunca enfiava nela; só no meu cú. Um dia numa dessas sacanagens dele ficar esfregando a pica na minha xana, resolvi: Vai pai! Sei que você tem vontade de comer minha bucetinha ainda virgem, pode enfiar!… : Filha! Você sabe que sou tarado por você, mas tirar sua virgindade? E depois você arrumar um namorado e ele descobrir que você não é mais virgem?… : O que é que tem pai? Hoje em dia a maioria das moças casam sem ser virgem, por favor, enfia… Enfia esse pau na minha buceta!… : Não sei se devo filha!… Passei minhas duas pernas em volta da sua cintura e forcei ele abaixar mais um pouco seu corpo. Papai tremia com o pinto na portinha da minha buceta quando resolveu dar uma socada pra frente… Senti nitidamente a cabeça do seu pau abrindo os lábios da minha buceta pra poder entrar… : Isso pai! tô sentindo ele entrando, enfia! Enfia!… Papai forçou mais um pouco que senti meu selinho sendo rasgado pela piroca do meu pai. Dei um gritinho, mas para que ele não se arrependesse, pedi: Continua pai! continua!… Papai foi empurrando aquela tora pra dentro da minha bucetinha que latejava de prazer até encostar seu saco em mim: Puta que pariu filha! Que delícia sentir meu pau dentro da sua bucetinha!… : Eu também estou adorando pai!… Papai começou um vai-e-vem lento que em pouco segundos meu corpo tremeu todo num sensacional orgasmo. Papai foi aumentando o vai-e-vem até se tornar frenético que eu já não conseguia pronunciar nenhuma palavra, só gemia… Gemia… Gemia… Quando estava pra ter meu segundo orgasmo: Vou gozar filha! Vou gozar!… : Não tira ainda papai! Não tira!… Papai deu mais algumas socadas e eu ainda tremendo e gozando vi quando ele tirou seu pinto rapidamente esguichando toda sua porra sobre minha barriga. Fui me levar e ele me acompanhou: Ah filha! Que loucura que fizemos!… Depois de limpa pulei em seu pescoço que ele teve que passar seus braços por debaixo da minha bunda me segurando no ar: Faz tempo que queria me entregar pra você pai, agora você têm duas mulheres dentro de casa… Hahahahaha!… Papai começou a dar várias bicotas nos meus lábios: Te adoro filha! Te amo! Sou o homem mais feliz do mundo!… E parou com seus lábios encostados nos meus num longo e maravilhoso beijo. Atualmente estou com 38 anos e casada; papai tem 64 anos e continua me fodendo como só ele sabe.

No Responses to “PAPAI NÃO RESISTIU SUA FILHINHA, E…”

  1. nossa que delisia,muito excitante mesmo.Edepois vcs transo de novo?

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Para entrar em contato com este autor preencha o formulario abaixo e clique em enviar.

Pesquisa