Welcome, visitor! [ Register | Loginrss

As melhores acompanhantes do Rio de Janeiro estão aqui! hotside.com.br

ônibus, tias, médicas….

  • Enviado: 8 de outubro de 2001 12:27

Corpo do conto

OLá, meu nome é Márcio, escrevo de São Paulo, capital. Tenho 20 anos, boa aparência, universitário.

Não tenho vícios como comida em excesso, cigarros, drogas ou álcool, mas, em compensação… tenho verdadeiras taras por três coisas: ônibus lotados, tias e médicas…

Todos os dias de manhã, ao invés de ir com meu carro para a faculdade, eu dou a desculpa de que não tenho paciência de dirigir no tráfego da Av. Rebouças e por isso pego ônibus. Eu sei de cor os ônibus lotados… Quando fico no ponto esperando o ônibus já começo a imaginar as bundinhas prontas para serem encoxadas… Discretamente, ajeito meu pênis de vertical e de vez em quando vou até sem cueca… só para sentir direito o rachinho das bundas… Pois bem, quando entro, vou logo olhando disfarçadamente, para não dar bandeira, as mulheres que estão no ônibus… Eu então vou me aproximando, naquele aperto, e vou encoxando todas as mulheres… pode ser novinha, adolescente ou coroa, desde que tenha um corpo razoável… Geralmente elas olham para trás quando sentem meu pênis e eu saio de mansinho… Mas as vezes elas ficam imóveis( o que quer dizer que elas querem mais) ou até andam para trás… pressionando suas bundas no meu pinto… Já cheguei a ejacular algumas vezes, em uma, inclusive, manchei a saia de uma menina, que de menina só tinha o corpo…

Outra paixão são tias… eu tenho muito tesão por menina novinhas, mas tenho duas tias que me deixam louco… as duas estão meio desgastadas pela idade( quarenta e pouco), mas eu me lembro de que quando eu tinha doze ou treze anos as duas eram muito deliciosas… Resumidamente, de uma tia já consegui alguns celinhos, uma encoxada, e já tive o prazer de me masturbar vendo ela tomar banho pela fechadura e também de ver ela dormindo de camiseta e calcinha( só de me lembrar me dá vontade de bater muita punheta…). Os celinhos sempre consegui desde moleque, pois quando eu percebi que ela sentia algo por mim( afinal ela sempre dizia que era lindo, uma gracinha… etc….), eu, na hora de se despedir, virava a cara e meus lábios na direção dos dela…. ela nunca desviava…. e as vezes dava uma risadinha…isso na verdade não ocorreu muito pois sempre tem alguém por perto). A encoxada eu dei quando ela me tava lavando a louça na casa dela e eu, louco e tremendo de tesão, fingi que ia pegar um copo e encoxei na cara dura( ela fingiu que não aconteceu nada). As vezes que bati punheta vendo ela foram todas na praia.

Com minha outra tia cheguei mais longe( tinha treze anos): um dia dormi no sítio de outra tia do lado dela…. foi na sala, só nós dois e um primo do meu lado( que tinha desmaiado de sono). Eu esperei ela se virar e bem aos pouquinhos fui colocando minha mão na bunda dela… primeiro as pontas dos dedos… depois os dedos…e por fim a mão toda( que ficou debaixo, apalpando a bunda dela). Eu, não aguentando mais de tesão, ajeitei meu pinto e coloquei no racho da bunda dela… deu um minuto e ela não se movia( mas eu sabia e tenho certeza até hoje que ela tava muito acordada), eu, louco com tudo aquilo, comecei a fazer movimento de vái e vêm e ela, para minha infelicidade, se afastou bruscamente. Se eu ficasse só lá… paradinho….

Mas minha maior fantasia são as médicas… sempre me masturbo pensando em estar numa consulta.. ela me pedindo pra tirar a roupa… eu tiro a camiseta, a calça e, para espanto dela, a cueca… ela fala que não precisava…. mas eu percebo que ela não tira os olhos dele… Penso em pedir para ela tocar meu pinto… Ah…. adoro médicas! Com aquela roupa branca…. dá a maior impressão de limpeza…higiene…pureza…. Também adoro a marquinha da calcinha…. Qualquer dia desses faço uma loucura e marco uma consulta com uma clínica geral e falo para ela examinar uma dor na virilha… aí tiro a cueca, e, enquanto ela olha minha virilha,eu começo a me masturbar lentamente…. ela olha e fica atônita…aí eu peço: “por favor, por favor, chupa ele… chupa…”

Bom, esse era meu relato, absolutamente verdadeiro, ao contrário de muitos, que mais me parecem estórias e fantasias de “punheteiros de plantão”.

Se você, garotinha, adolescente ou coroa( de preferência médica…hehe…), quer se comunicar comigo, meu e-mail é: marciobyron@bol.com.br

Responderei a todas, podemos trocar relatos, ou quem sabe fotos… ou até telefone…

Beijos

Marcio

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Para entrar em contato com este autor preencha o formulario abaixo e clique em enviar.

Sobre este autor

  • Escritos por:
  • Membro desde: 22 de setembro de 2014

Outros contos de autoria deste autor

Ultimos contos escritos por _eu_ »

Pesquisa