Welcome, visitor! [ Register | Loginrss

As melhores acompanhantes do Rio de Janeiro estão aqui! hotside.com.br

Voce ja acessou o contoerotico 6 vezes! Para acesso ilimitado em nosso site seje um assinante vip

O PRAZER A DOIS

  • Enviado: 13 de abril de 2002 11:59

Corpo do conto

…E meu marido estava fora a mais de um mês, estava com um tesão louco, especialmente naquela tarde. Então resolvi tomar um banho frio, e a masturbação foi o remédio, comecei a acariciar os meus seios fartos e duros e a brincar com os biquinhos, dando-lhes mordidelas e passeando com a língua por eles. Desci com os dedos até minha bucetinha que já estava toda molhadinha, peguei então um delicioso vibrador grande, com as dobrinhas de um pinto verdadeiro e então fui metendo-o, ora dentro de minha buceta, ora brincando na portinha de meu cuzinho, aquilo estava ficando muito bom e dando um tesão de deixar qualquer piranha dóida.

Estava, então, nesse fogo quando a campainha tocou, coloquei um robby vermelho e fui atender a porta, era Milene, a menina que me depila, uma morena de uns 23 anos, linda, e muiiiiiiito cheirosa, estava vestindo uma saia justa preta e uma blusa de renda transparente deixando à mostra seus seios sustentados por um belo sutiã bem pequeno, Milene tinha um corpo de violão, os quadris arredondados, uma bunda impinada e bem torneada, cabelos louros que caíam sobre seus seios, a boca muito bem pintada, carnuda, os olhos grandes e pretos como uma jaboticada, quando abri a porta para ela, já senti um fogo em minha xana.

No quarto ela me perguntou como seria a depilação, eu disse que queria depilar tudo, então fiquei nua, ela me disse que a minha buceta era muito linda, e levou a mão até ela, estava quente e molhada, ela então começou a fazer carícias em minha buceta, enfiava o dedo, passava em meu clitóris, e foi me lambendo e chupando minha perereca com tamanha volúpia que quase enlouqueci, já estava me contorcendo toda de tesão e soltava uns gemidos e a cada gemido meu, ela me dava um chupão no clitóris. Milene foi então tirando sua roupa sensual, estava com uma calcinha de renda preta tipo fio dental, e enquanto tirava eu ia brincando com sua perereca que também estava molhadinha de tesão, peguei o vibrador e comecei a coloca-lo em sua buceta, ficamos naquela brincadeira até conseguirmos o clímax e chegarmos ao orgasmo.

Fomos então para o chuveiro, onde uma lavava a outra e dávamos beijos nos seios, esfregávamos um no outro, foi uma chuveirada bem longa.

Depois desta chuveirada, fomos fazer a depilação, já que meu marido ia voltar por aqueles dias e sei como ele gosta de uma xana bem depilada, de preferência sem nenhum pêlo para encomodar.

No dia seguinte, ainda estava com uma vontade louca de transar e ter dentro de mim uma pica gostosa. Novamente a campainha tocou, era um taxista que viera me buscar, pois meu marido estava me esperando em um local que seria surpresa. Entrei no táxi e só parei em frente a um motel muito chique perto de minha cidade.

Aquilo era um presente que caia do céu para mim, entrei e encontrei-o dentro de uma banheira de hidromassagem com dois copos de wisky do lado, uma música muito romântica bem baixinha, fui logo fazendo meu strip tease, e quando entrei naquela banheira de água morninha e relaxando, meu maridão já estava com seu pau durinho, dei uma mergulhada e comecei a chupa-lo deliciosamente, ele também me acariciava, dava mordidelas em meu seio, ele sabe como isso me dá tesão. Beijamos apaixonadamente e loucamente, matando aquela saudade que estávamos um do outro, então ele me penetrou ali dentro daquela banheira e senti um calafrio percorrer minha espinha. Não queríamos atingir o orgasmo naquela hora, pois tínhamos a tarde toda para saciar nossos desejos. Saímos da banheira e fomos para o quarto onde havia uma mesa muito apropriada para uma transa sobre ela. Deitei-me em cima dessa mesa e meu marido chupava minha xana, e brincava com seu pinto em volta de minha vagina, sem que houvesse a penetração, quando estava com minha perereca toda lubrificada, passamos para aquela cama redonda com lençóis de cetim vermelho, espelho se tinha por todos os lados, fiz carinho e carícias no pinto de meu maridão, chupava-o por todos os lados indo até seu saco engolia-o quase todinho, levei-o a loucura total. Depois deitei-me e ele colocou seu pinto entre os meus seios e o apertei e naquele vai e vem, chegamos a ponto crucial da transa, então ele veio com seu pau duro e penetrou-me até chegarmos ao orgasmo. Foi uma das melhores transas já feitas por nós.

Depois tomamos uma bela ducha e fomos relaxar deitados na cama, onde caímos em um sono profundo.

(clubeparamulheres@bol.com.br)

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Para entrar em contato com este autor preencha o formulario abaixo e clique em enviar.

Pesquisa