Welcome, visitor! [ Register | Loginrss

As melhores acompanhantes do Rio de Janeiro estão aqui! hotside.com.br

Voce ja acessou o contoerotico 4 vezes! Para acesso ilimitado em nosso site seje um assinante vip

o assalto na casa de praia

  • Enviado: 2 de janeiro de 2010 00:16

Corpo do conto

O assalto na casa de praia – Bem, chegou o verão e nós fomos para praia! Eu minha esposa, minha filha e uma amiga dela. Chegando lá, minha filha Carol e sua amiga Letícia já foram botando um micro biquíni e indo para a praia! Ainda falei para elas: Quando o Anderson chegar, não vai gostar de te ver com este biquininho! Ela deu risada e falou: Mas, pai, foi ele quem me deu de presente, pois quer que todos babem pela gata dele! E realmente iam babar mesmo, pois ela estava muito gostosa com ele e se foram para a praia. Umas quatro horas depois, as duas voltam rindo sozinhas e muito falantes! “Que os cara chegavam a cair na areia, por causa das duas que uns até vinham puxar papo com elas, mas elas nem davam bola! E eles saiam pirados, chamando elas de putas rabudas e gostosas… À noite, o Anderson chegou e eu contei para ele o que elas tinham aprontado. Ele muito puto da vida! Ficou bravo e, pela primeira vez, vi ele discutindo com a Carol e, o pior, é que eu apoiei ele porque também não aprovei o que ela fez! Daí ela falou: – Mas porque tu me deu este biquininho se não posso usar ele? Daí, ele falou: – Pode usar sim senhora, mas quando eu estiver junto porque daí, não vai ter macho com coragem de vir te falar besteiras pra você, pois se vier, eu arrebento na porrada! Daí eu já me meti: – Calma! Também não é assim não… Vocês duas, vão as duas buscar os biquínis, pois agora já estou mandando e não pedindo!… Minha esposa só ficava olhando e não falava nada e nem se metia! Elas foram voltaram com os biquínis e eu peguei eles, guardei e falei para as duas: – Se querem aparecer, andem logo peladas então. Mas, com isto aqui não vai rolar mais, pois não quero problemas estou de férias! Elas foram botam um shortinho da ‘Rala Bela’ e umas mini blusinhas, sem sutiã e calçaram tênis. Ficaram lindas. Pareciam duas modelos e minha esposa colocou o mesmo tipo de roupa! Ficaram um arraso! Fomos para o centro de Oásis, onde temos casa. Chegando lá, foi nítido ver a grande quantidade de machos que ficou toda babando nas três! Sentamos num quiosque, comemos e bebemos umas cervejas. Eu e o Anderson já estávamos meio altos na cachaça e resolvemos ir embora, antes que piorássemos da bebedeira. Quando estávamos chegando no portão de casa, eis que surgem quatro caras na nossa frente com armas na mão e anunciam o assalto pedi calma para os caras. Entramos, peguei o dinheiro que tinha e dei para eles. Foi quando eles falaram que não queriam grana e sim, só se divertirem com as gostosas! Queriam foder com elas, se não, matariam todos nós, inclusive elas! Eu, só olhei pra elas e falei: – Estão felizes? Conseguiram o que queriam? Os caras amarraram a mim e ao Anderson e partiram pra cima delas, arrancando todas as suas roupas, de uma só vez, deixando todas elas peladas. Depois, começaram a se despir. Tinham paus médios, nada de grande. Elas olharam e caíram na risada! Os caras ficaram muito putos e bateram na Carol que caiu no chão. Ela olhou para eles e disse: – Pô! Vocês querem foder ou vieram aqui só pra bater na gente? Seus covardes que batem em mulher! Daí eles foram para cima delas e começaram a fodê-las de tudo que era jeito e posição. E elas, nem bola! Quando eles gozaram, elas olharam uma para a outra e disseram: “- Mas já?…” E daí, elas foram para cima deles e deram uma surra de boceta nos quatro que eles saíram de lá desesperados!… Daí, perguntei se elas queriam ir à policia registrar queixa de estupro mas elas olharam para nós e disseram: – Vamos é rezar para que eles não tenham essa mesma idéia e passem numa delegacia para dar denunciarem a gente por estupro! Caímos todos na risada e fomos dormir. Depois, até pensando bem, me liguei que até de brinquedo eram aquelas armas! No outro dia, fomos à praia só pela parte da tarde, pois elas estavam cansadas de tanto trepar com os caras. Quando chegamos à praia a primeira coisa que vejo é os caras no quiosque, bebendo! Quando me viram levantaram e foram embora, rapidinho, nem olharam para trás. Sorte elas não verem eles nem o Anderson e, para variar, elas foram com os micro-biquininhos de novo e os homens babavam por elas, os salva-vidas nem prestavam mais atenção no mar e só nelas… Uma mulher veio xingar elas por causa da pouca vergonha e minha esposa descascou a mulher, chamando ela de invejosa porque não tinha um corpo assim, malhado e bem cuidado estas coisas!… Os homens aplaudiram minha esposa, que sentou no meu colo e me deu um beijo. E que beijo! Os homens só gritavam: – “Oh sortudo do caralho!…” Depois a coisa se acalmou e fomos embora. À noite, fizemos troca- troca. Primeiro, comi minha esposa e, depois, minha filha veio pro meu quarto e transamos até amanhecer. No outro dia eu e o Anderson comemos a Letícia, a pedidos da minha esposa e da Carol, porque ela viu tudo e queria participar e ser rasgada por dois cassetudos! Minha filha e esposa foram para o centro de Tramandaí e eu e o Anderson ficamos e comemos a Letícia de todas as formas possíveis e imagináveis. Que garota gostosa! Sabia chupar um pau, como poucas, e a sua bundinha, bem apertadinha, ainda mordia meu pau! Que delicia aquela garota! Transamos com ela das 14 horas ate quando minha filha e esposa voltaram às 19:00 horas. Depois fomos todo para o centro de Tramandaí, pois haveria um show no ginásio da cidade de uma dupla sertaneja que elas queriam ir ver e, de novo, foram para matar o velho enfartado no ginásio! A multidão de machos não saía da volta de onde a gente estava. Elas estavam com modelitos Rala Bela, mini blusas e tênis! Lindas de morrer! Bom, era isto! Um abraço a todos.

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Para entrar em contato com este autor preencha o formulario abaixo e clique em enviar.

Pesquisa