Welcome, visitor! [ Register | Loginrss

As melhores acompanhantes do BRASIL estão aqui!

Tipo do usuario: guest

Nossa última transa….

  • Enviado: 17 de dezembro de 2002 08:02

Corpo do conto

Nosso namoro estava acabando, dois anos que iriam acabar antes de uma viagem. Não que o namoro estava bom, mas as transas estavam maravilhosas, ela gostava muito de mim, por isso, nos últimos dias, ela tratou de tentar realizar todas as minhas fantasias a dois. A noite começou, na sua casa, morava com os pais, tinhamos que esperar eles dormirem para começar a festa. Assim que ficamos sozinhos, ela pegou no meu pau, e mais que rápido, me despiu, e foi tirando sua roupa. Seus seios eram de médios para grandes, tinha uma boceta grande e não depilava , só ao redor. Sua bunda era grande e bonita, era louco para meter naquele cuzinho, mas ela não deixou, até tentou, mas a dor que sentia me fez ter pena, e acabei por desistir. Continuando, ela pegou no meu pau e iniciou um boquete, calmo e cadenciado para depois sentar no meu pau, conduziu a transa com maestria, ditando os passos, cavalgava e gozava alucinadamente, esta era a posição que ela mais gozava. Sentou no sofá, abriu as pernas, fiquei de joelho e me adaptei a posição, enquanto metia nela, podia olhar seus olhos safados, lambendo os dedos, pedindo para meter, isso foi fantástico, já estava para gozar, quando ela interrompeu mais uma vez, deitou no chão da sala, eu de joelhos e ela começou um novo boquete, desta vez mais guloso, com muita vontade, me fazendo chegar ao clímax em poucos instantes, na hora que estava gozando, eu tentei tirar ele de sua boca, ela me segurou, mas depois tirou só um pouco, fazendo com que meus jatos fossem parar em todo seu rosto, pescoço e seios, parecendo uma atriz de filme pornô, minha namorada estava com porra espalhada pela sua face toda, e ajudava espalhar com as mãos. Disto tudo, destes dois anos, ficaram de bom as lembranças das transas. E também um pouco de remorso, poderia ter aproveitado um pouco mais daquela puta enrustida… Abraços.

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Para entrar em contato com este autor preencha o formulario abaixo e clique em enviar.

Pesquisa