Welcome, visitor! [ Register | Loginrss

As melhores acompanhantes do BRASIL estão aqui!

Tipo do usuario: guest

Meu amigo viajou e eu fiquei com ela!

  • Enviado: 17 de julho de 2008 02:16

Corpo do conto

Essa loucura aconteceu comigo por volta de 2004. Eu trabalhava com lotação aqui em São Paulo e nesse meio sempre fazemos amizades. Fiz uma amizade com um rapaz que vou chama-lo de (Baiano) que trabalhava na mesma linha que eu. Como nossa amizade se tornou muito legal comecei a frequentar a sua casa e logo conheci toda a sua família irmãos, irmãs e lógicos os seus pais. Depois de um certo tempo ele conheceu uma passageira que vou chama-la (Jú) e começaram a namorar e um pouco tempo depois eles já estavam casados. A Jú era uma baixinha bem Bonita, cabelos compridos e um corpo maravilhoso e lógico toda vez que eu a via ficava imaginando em comer aquela delícia.

O tempo foi passando e o meu tesão por ela só aumentava e o meu amigo só pisava na bola com a mulher, ele além de ficar nos botecos e beber demais não dava o valor que aquela mulher merecia.

As vezes eu ligava pra ela sabendo que ele não estava em casa e quando ela atendia a ligação eu ficava horas no telefone com ela e de vez em quando ela me falava que ele não tratava bem dela como ela merecia, então de vez enquando eu dava uma cantada nela só para ver a sua reação e ela levava na brincadeira, mas sempre ficava aquela duvida no ar, tanto minha quanto dela, se era verdade as nossas brincadeiras.

Meses depois eu estava viajando e fiquei fora mais de um mes e quando voltei fiquei sabendo que ele (Baiano) tinha se mudado para o interior de Minas Grerais e que tinha vendido tudo da lotação.

Alguns dias depois ele me ligou a noite dizendo que no dia seguinte ele estava voltando com sua mulher para São Paulo para buscar o resto dos móveis que ainda tinha ficado em sua casa onde ele morava, só que ele deixaria sua mulher em casa encaixotando as suas coisas enquanto ele iría com os caminhoneiros entregar uma mudança que veio de Minas para levar na Zona Sul de São Paulo.

Como eu não Sabia a hora que eles chegariam por volta das 9 horas da manhã eu liguei pra casa deles pra saber se eles ja tinham chegado, ela atendeu o telefone e disse que o Baiano já tinha uns 15 minutos que eles tinha ido levar a mudança e que eles iam demorar pra voltar. Percebi que ela estava com uma voz triste no telefone, então eu perguntei o porque da tristeza e ela me respondeu que não queria ir pro interior de Minas, que ela estava acostumada aqui em São paulo e que lá era muito chato e não tinha ninguem pra ela conversar lá. E além disso ela estava cansada demais para fazer tudo sosinha enquanto ele estava levando os caminhoneiros na zona sul.

Então eu me ofereci para ajuda-la já com segundas intenções e disse também que queria matar a saudade que estava sentindo dela, talvez aquela seria a minha última oportunidade de conseguir alguma coisa com aquela delicia, ela de imediato aceitou a minha ajuda então eu falei que iria tomar um banho rapidinho e logo estaria lá para ajuda-la, ela me disse que iria tomar um banho também porque estava cansada da viagem. Tomei o meu banho e sai correndo feito um louco para ver aquela mulher, queria ver ainda se eu pegava ela ainda tomando banho e dito feito, quando eu toquei a campainha da casa dela, ela me apareceu no corredor do quintal ainda enrolada numa toalha e me jogou a chave para eu poder abrir o portão que estava trancado.

Nesse momento eu ja tremia tanto que quase não consegui abrir o portão do quintal, quando eu entrei dentro da casa dela percebi que ela ainda estava no banheiro e com a porta semi aberta onde pude ver ela totalmente nua.

Numa loucura minha, eu bati na porta do banheiro e entrei para comprimenta-la e dar um beijinho no seu rosto como sempre eu fazia, só que desta vez eu acertei bem no cantinho da boca e com ela tentando se cobrir com um pouco de vergonha no seu rosto, eu percebi um sorriso de satisfação no ar.

Eu olhei bem nos seus olhos e disse que ela era realmente linda, eu puxei ela pra mim e dei um bejio delicioso e bem demorado, ela tentava me afastar dizendo que não podia, que era loucura mais eu não deixava e ao mesmo tempo eu beijava o seu pescoço e passava a mão por todo o seu corpo, até que ela não resistiu mais e começou a retribuir os meus carinhos.

Fiu me abaixando e chupando todo o seu corpo e a cada vez que eu me abaixava mais ela gemia cada vez mais alto, até que eu enfiei a lingua na sua buceta e ela deu um grito dizendo que nunca tinha sentido um tesão tão grande e que eu era o primeiro a chupar a sua bucetinha. Fiquei chupando ela por uns 15 minutos até que ela quase caiu no momento que ela gozou na minha boca.

Peguei ela no colo e fui carregando-a para o quarto e para a minha sorte a cama ainda não estava desmontada, coloquei ela sentada na cama e fui colocando o meu pau pra fora onde ela começou a fazer uma chupeta sensacional, meu tesão por ela era tão grande que eu não me contentava em só olhar ela me chupando, então comecei a fazer 69, não demorou muito e ela gozou de novo e eu fazendo o possível para segurar o meu gozo.

Não demorou muito e eu gozei como nunca tinha gozado em minha vida, ela até se engasgou com tanta porra que eu coloquei na sua boquinha.

Levantamos e fomos tomar um banho delicioso, eu ainda de pau duro como uma pedra ensaboava o seu corpo e e de vez enqundo dava umas chupadinha na sua bucetinha só pra deixa-la cada vez mais louca. Voltamos pro quarto e começamos novamente o rala e rola, e ela cada vez mais louca agora me implorava para penetra-la, então eu não aguentando mais tambem abri bem as suas deiciosas pernas e fui colocando bem devagarzinho a cabeça do meu pau na portinha da sua bucetinha, eu colocava e tirava então ela cruzou as pernas nas minhas costas para eu não castiga-la mais, então eu enterrei de uma só vez e comecei um vai e vem bem gostoso e fui aumentando o ritmo enquanto ela me xingava de cavalo e pedia para fude-la com força dizendo, coloca chifre naquele viado do meu marido que não sabe me fuder como eu gosto.

Senti sua buceta pressionar o meu pau quando ela disse que estava gozando e no mesmo momento não aguentei mais e tambem gozei junto com ela. Ainda com o meu pau dentro dela e bem cansado fiquei só dando uns beijinhos e dizendo que seria uma pena ela se mudar justo agora para Minas. Com os olhos cheios de lágrimas ela me disse que sempre sentiu um tesão enorme por mim e que várias vezes ela se masturbou penasando em mim, mas que ela estava feliz porque o seu maior sonho tinha se realizado.

Como já era a tarde eu me troquei e sai dali feliz e contente da vida e com a promessa dela de que esse não seria o nosso último encontro e que ela logo voltaria para São Paulo nem que fosse com desculpa de fazer algumas compras.

E isso realmente aconteceu, mas fica para o próximo conto, onde vou contar o lindo presentinho que ela me deu, ” O SEU CUZINHO”.

Se alguma mulher gostou e quiser um pau bem duro como esta o meu agora de lembrar esse meu conto, é só me mandar um e-mail para glau45@yahoo.com.br.

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Para entrar em contato com este autor preencha o formulario abaixo e clique em enviar.

Sobre este autor

Outros contos de autoria deste autor locatarioddesa

  • Nenhum outro conto escrito por este autor encontrado.
Ultimos contos escritos por locatarioddesa »

Tinder e happn das acompanhantes!

Pesquisa