Welcome, visitor! [ Register | Loginrss

As melhores acompanhantes do Rio de Janeiro estão aqui! hotside.com.br

Tipo do usuario: guest

Mamando um Deus de Ébano….

  • Enviado: 19 de novembro de 2009 17:38

Corpo do conto

Tenho 42 anos, casei duas vezes. Tenho três filhos e uma enteada. E um grande segredo! Adoro mulher. Mas gosto mesmo é de chupar um pau bem duro até sentir a porra encher minha boca… Já perdi a conta de quantos cacetes mamei até hoje! Chupei paus de todos os tamanhos. Grossos, finos, pequenos, grandes, cabeçudos, peludos, brancos, pretos. Alguns até cheios de sebo e fedidos. A maioria com cheiro de macho mesmo. Melados, com gosto de sabonete. Mas o que importa mesmo é que mamei muito todos eles! Acho que 90% deles gozaram na minha boca. Os outros 10% na minha cara. Gosto tanto de ter um pau na boca, que quando o tesão é muito grande, consigo chupar meu próprio pau! Não é tão difícil assim, tenho 19 cm de cacete. E pelos anos de prática, coloco uns 5 cm no mínimo na minha boca. Resolvi escrever agora, por que acabei de mamar um delicioso cacete. Faz us 35 minutos que estava com 21 cm de um pau enfiado no fundo da garganta. Entrei no chat da UOL e depois de algumas tentativas, comecei a teclar com o “NegroAtivo21cmSP”, meu apelido nas salas do chat é: “MAMO*JÁ*ZN*C/LOC”. Do chat fomos para o MSN, e 1:30 hs depois ele já estava aqui em casa. Já tinha visto ele pela CAM, mas pessoalmente ele é muito melhor. Sabe aquele homem negro que só de olhar você sabe que é gostoso. Que o cacete dele é delicioso. Nem bem ele entrou e comecei a passar a mão na sua perna, e sem demorar, peguei no seu cacete. Fiquei sentado na cama e pedi prá ele levantar. Tirei a bermuda, e a cueca dele. O cacete dele não estava todo duro ainda, e prefiro assim prá começar a mamada. Não o peguei na mão, e fui direto com a boca. Lambi a pontinha do pau e fui colocando dentro da boca. Gosto de começar bem devagar, no mesmo ritmo enquanto endurece. Como é gostoso sentir um pau ficar duro dentro da sua boca. Conforme ia crescendo, eu ia enfiando mais fundo. Tirei da boca, só quando os 21 cm daquele cacete lindo estava totalmente dentro, e eu já não agüentava mais a pressão. Tirei da boca e olhei prá ele que falou que tinham sido poucas vezes que tinham engolido seu pau inteiro e tão gostoso. Se eu já estava gostando, imagina como fiquei. Parti então prá realmente chupar aquele pau, como se deve. Comecei pela cabeça do cacete e fiquei uns 10 minutos só nela. Ele já se contorcia todo e de repente pegou minha cabeça e foi enfiando o pau na minha boca. Parou de enfiar por que não dava prá entrar mais. Quando eu já estava ficando sem fôlego, ele tirou, mas só prá começar a meter. Ele fodia minha boca literalmente. Às vezes parava de meter e colocava bem no fundo da garganta, e começava de novo a foder minha boca. Uns 15 minutos ele ficou metendo. Foi então que senti seu cacete ficar maior ainda, seu saco parecia que ia explodir. Ele segurou minha cabeça, enfiou até onde conseguia e começou a gozar! Juro que não esperava tanta porra. Engasguei e tive que tirar da boca aquele cacete que não parava de gozar. Senti uns 4 ou 5 jatos fortes bater na minha cara. Tomei um fôlego e retornei a mamar ele. Não sei dizer a quantidade de porra, mas era muita mesmo. Com todos esses anos mamando, não tinha provado alguém gozando assim. E com tanto tesão. Diminuí a força da chupada, mas continuei chupando. A maioria dos homens que chupei, depois de gozar, logo tira o pau da minha boca. E mais uma vez, me surpreendi com ele. Continuei chupando e ele deixou. Relaxou o corpo, seu pau diminuiu bem, mas não completamente. E eu fiquei ali, me deliciando com aquela fonte de prazer. Fiquei passando a ponta da língua na cabeça do cacete, e as vezes colocava dentro, só prá limpar o meladinho pós gozo. Nem precisou muito tempo e percebi que ele ia ficando mais duro e crescia rapidamente. Nem sei como, mas em pouco tempo, já estava de boca cheia de novo. Deixei-o deitado e parti prá mamar seu cacete de novo. Dessa vez eu que fiz todo o “trampo”, vamos dizer assim. Chupei mais de 25 minutos. E nem percebi quando ele começou a gozar de novo. Outra surpresa, das muitas que tive com ele. Mais uma vez ele gozou um rio de porra. Não parecia que tinha gozado menos de meia hora atrás. Foi a realização de uma das minhas fantasias. Fazer um macho gozar duas vezes sem tirar o pau da boca. Dessa vez tomei toda a porra que ele tinha. Não deixei escapar nenhuma gota sequer. Deitei a cabeça na sua barriga e fiquei admirando aquele cacete. Ele passava a mão na minha cabeça, e falava que tinha adorado muito. E que gostaria de ser chupado todo dia por mim. Estávamos suados. Minha cara ainda melada da primeira gozada dele. Perguntei se ele queria tomar uma ducha, e outra surpresa. Ele respondeu que queria, mas só se eu fosse junto. Só levantei e peguei no seu cacete, e fui puxando ele até o banheiro. Antes de ligar o chuveiro, aquele incansável cacete, já dava sinal de vida na minha mão. Pela primeira vez, em 42 anos, dei banho num “macho”. Ensaboei seu corpo inteiro, deixei por último o seu pau. Dei um trato especial naquele monumento de carne. Espalhava bastante espuma nele e ficava numa punheta simulada. Nem preciso falar, mas logo estava ajoelhado no chão do banheiro, mamando pela terceira vez aquela pica de ébano. Nem se notava diferença de antes dele gozar. Seu cacete estava igual. Nem parecia que já tinha gozado duas vezes. E muito! Dessa vez perdi a noção de quanto tempo o mamei. Minha boca, que nunca tinha se cansado de chupar, dessa vez, latejava. Já não conseguia nem enfiar tudo na boca. Acho que ele percebeu e pediu prá eu ficar parado e com a língua de fora. Começou a bater uma punheta a poucos centímetros da minha cara. Às vezes passava ele na minha boca e pela minha cara. E pela última vez me surpreendi. Ele só falou: – Abre a boca e coloca a língua prá fora que vou gozar… Que delicia!… Mais uma vez ele gozou muita porra. Fiquei com a cara lambuzada. Quando notei, eu tinha gozado, sem encostar-me no meu pau. Estava até sem força prá levantar. Mas completamente satisfeito e realizado. Fiquei tão contente de ter e fazer um “macho” gozar assim, que tinha de contar prá alguém! Marcamos de ele voltar na semana que vem de novo. Sei que vou me fartar mais uma vez com aquela pica. Se vocês gostaram do meu relato avisem. Quem sabe eu resolva falar prá vocês como foi nosso próximo encontro. Meu MSN é: engulopicatucuruvi@hotmail.com. Sou da ZN de São Paulo. E se tiver alguém que acha que pode fazer igual ou melhor que meu amante de Ébano, faça uma proposta. Não custa tentar, certo? Beijos na cabeça do cacete…

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Para entrar em contato com este autor preencha o formulario abaixo e clique em enviar.

Sobre este autor

Outros contos de autoria deste autor engulopicatucur

  • Nenhum outro conto escrito por este autor encontrado.
Ultimos contos escritos por engulopicatucur »

Pesquisa