Welcome, visitor! [ Register | Loginrss

As melhores acompanhantes do Rio de Janeiro estão aqui! hotside.com.br

Tipo do usuario: guest

Mamãe piranha gosta da minha porra parte-1

  • Enviado: 6 de novembro de 2001 11:06

Corpo do conto

olá gente .Meu nome é “P” e hoje vou contar minha história que aconteceu com a minha mãe. Bem eu vou me definir sou bonito de rosto , sou um pouco gordinho , moreno cabelos castanho e olhos tb, Minha mãe é morena tem um pouquinho de barriga(o que não influencia em nada), peitos médios, uma bunda e um cú lindo que parece uma flor , e uma buceta lina de dar água na boca, esta sempre bem depiladimha e das vezes que a vi estava um pouco abertinha.minha mãe é separada do meu pai e casada cmo meu padrasto e eu moro com a minha vó.Vou vou começar então, há muito tempo cinto tesão pela miinha mãe , pois eu sempre a vi nua , trocando de roupa saindo do banheiro , nesta idade eu ja comecei a toca punheta e ver filme porno , comecei então a comparar as mulheres dos filmes com a minha mãe. Por muito tempo fiquei pensando e tocando várias punhetas em homenagem a minha mãe eu estava enloquecendo pois sempre depois de tocar punheta tinha aquele sentimento de culpa característico.Um certo dia fiu passar uns dias na casa da minha mãe, pois meu padrasto tinha viajado, então eu pensei esta é a minha chance com minha mãe , e eu não desistiria da idéia pois eu estava louco de tesão.Fiquei uma semana lá , e nessa semana toquei várias punhetas quando estava no banheiro tocando uma deixei a porta aberta e vi que a minha mãe estava me olhando , fiquei louco e gozei na hora melei minha mão a tampa do vaso e o chão.Quando foi na hora de dormir ela me falou parar dormir na cama dela, eu decidi que seria naquela noite.De madrugada eu ainda estava acordado e ela estava lá com aquele cuzão virado pra mim e encostada no meu pau , ele começou a ficar duro e encostar na bunda dela, eu coloquei minha mão na bunda dela de leve, fiquei louco e levantei seu baby-doll e passei a mão na sua buceta, estranhei ela não ter acordado e percebi que ela estava finjindo e falei: Mãe acorda eu sei q vc me quer. e ela disse: É verdade eu to toda molhadinha , mas não é certo fazer isso eu sou sua mãe. eu disse:Nós nos amamos pq não estender esse nosso amor? ela:Então me fode que eu to loca pela sua pica.eu sem esperar mais nada comecei lambendo suua buceta linda e ela gozou na minha boca e eu bebi todo o meu dela, e ela gemendo como uma loca sem se importar com os vizinhos , ela me pediu: Me enterra a sua pica na minha bucetaaaaaaaaaaaaaaa aiiiiiiiiiiii, eu meti sem dó ela gritou tão alto que até afetou meus ouvidos, fiquei alternando a velocidade da estocada e ficamos nisso uns 10 minutos e eu pedi: Deixa eu comer teu cuzinho? ela:É claro meu amor tudo para vc , tem que ser de camisinha para não sujar seu pau , mesmo meu cu estando limpinho. eu peguei a camisinha e um creme e fui enfiando , o cu dela é apertadinho, quando meti tudo senti um calor maravvilhoso do cu dela, comecei a bombar e ela a gemer altíssimo como uma cadela que ela é(só comigo é claro)então gozamos sincronizadamente e eu cai sobre ela, depois de 10 min de descanço eu falei: Tá na hora de vc chupar meu picolé ,ela:Só se tiver leite moça. eu:tem até demais. Ela começou a chupar gostoso, e usando uma técnica digna de uma “puta”(minha puta)que ficou me chupando por meia hora e então eu falei: DEixa eu gozar na sua boca deixa, vai deixa? ela: ta bom filinho gostoso. Comecei a me arrepiar e soltei um jato abuntante e forte na boca dela que não conceguiu aparar tudo e caiu sobre seu peito. ela pagou a porra que estava na boca e cuspiu na mão e começou a lamber a porra e comer bem devagar eu falei:Toma seu leitinho minha gatinha. a porra que sobrou no seu peito ela passou a mào raspou e comeu tb eu falei:Não sabia que gostava tanto de porra assim. ela:Eu amo porra é nutritiva não sabia por isso eu gosto de muita porra, a sua é uma delícia.

Deitamos e começa mos a conversar que faríamos isso sempre e qeue ela seria minha minha escrava me daria qualquer parte do corpo dela a qualquer hora e local.então dormimos.

de manhã ela me acordou e me disse: Esta na hora de eu tomar meu leitinho matinal , e veio com uma copo me fez um ballcat e quando estava gozando ela colocou no copo e bebeu se deliciando, eu a agarrei dei um beijo na boca deela

senti um gosto fraco de porra pois ela havia engolido tudo.Transamos o resto da semana so paravamos para comer e tomar banho.Emagrecemos muito pelomenos uns 6 kilos.Existem muito mais histórias que vou contar na parte2.Me mande e-mail comentando do conto, ou se vc tb transa com sua mãe ou com seu filho.

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Para entrar em contato com este autor preencha o formulario abaixo e clique em enviar.

Pesquisa