Welcome, visitor! [ Register | Loginrss

As melhores acompanhantes do Rio de Janeiro estão aqui! hotside.com.br

Lua de mel

  • Enviado: 19 de setembro de 2012 08:38
Lua de mel

Corpo do conto

Olá queridos, estou de volta. Atualmente tenho 28 anos, 92 de busto, 63 de cintura e 94 de quadril. Se quiserem me conhecer melhor leiam minhas aventuras anteriores, que conto como perdi minha virgindade e era o meu primeiro emprego. Enfim, esta aventura é sobre quando fui casada. Sim meus queridos eu já fui casada e atualmente estou solteirinha, gostosinha e safadinha (rs). Depois de me tornar amante do Dr. Eduardo, que era o dono da empresa onde eu trabalhava, passei a frequentar regularmente a chacará dele. Ele era um coroa que sabia comer uma mulher, mas certa vez, eu flaguei ele fazendo um boquete para o piscineiro. Aquele mesmo piscineiro que já havia me comido o cuzinho. Fiquei perplexa, nunca imaginei que um cara fosse tão bom comigo na cama, também gostava da mesma fruta que eu (rs). O Dr. Eduardo viu que eu o flaguei, e isso eu adorei. Agora eu podia querer mais algum ganho para guardar este segredinho dele. Peguei leve com ele, pois afinal ele já estava me dando uma vida muito boa. Ele me arrumou um ótimo apartamento para eu morar com a minha mãe, me dava jóias, roupas e eu podia faltar sem problemas na empresa, que não acontecia nada. Sem falar que eu tinha liberdade de sair com alguns colegas da faculdade, estava ótima, podia fazer o que bem entende-se. Assim eu não fiz muita questão de sacanear o Dr. Eduardo, afinal ele foi legal comigo, era um coroa que não ficava me sacaneando e me tratava com respeito quando não estava me comendo. Mas essa descoberta mudou a nossa relação, afinal não conseguia esquecer a cena dele fazendo aquela gulosa naquela mega rola do piscineiro. Nossa relação deu uma esfriada, fiquei preocupada em perder minha principal fonte de renda, então decidi tomar uma decisão de conversar o meu coroa.
– Edu, meu lindo. Acho que precisamos conversar.
– Sim, precisamos minha gostosinha.
– Desde aquele dia, eu senti que nossa relação deu uma esfriada, queria ver com você como podemos resolver isso.
– Olha minha gostosa, eu já tinha pensado nisso. Decidi o seguinte: Primeiro vou passar o apartamento que você está para o seu nome, e já conversei com um amigo meu, e vou arrumar um emprego para você na empresa dele. Assim você fica com um imóvel, e ainda vai ficar com um ótimo emprego e ai, você poderá tocar a sua vida, o que acha?
Fiquei impressionada com a atitude dele, ele realmente foi muito legal comigo, aceitei as condições dele, pedi apenas que o amigo dele que estava me arrumando o emprego, não ficasse sabendo das nossas aventuras, pois queria ter um vida profissional mais sossegada e realmente profissional, se é que me entendem.
– Claro que querida, ele é meu amigo de longa data, mas nunca desconfiou de nada nem de mim, nem de ninguém. Você estaria indo para a empresa dele com ótimas referências minhas, e ele não sabe de nada, nem de nós, nem da sua vida, pode ficar tranquila.
Fiquei animada, aceitei a proposta e 10 dias depois assumi a chefia de um setor da diretoria financeira da empresa do Dr. Henrique. Um cara mais novo, devia de ter uns 50 anos, e assim como o Dr. Eduardo, se cuidava muito bem, malhava muito para manter a forma. Começei e logo consegui obter algum destaque na empresa, pois além de ser competente, eu sempre fui muito bonita (sei que sou mesmo) e todos queriam conversar comigo, queriam estar comigo, era convidada para todas as festinhas da empresa, e eu sempre comparecia. Mas sempre me comportava nestas festas, nunca dei um deslize e nunca fiquei com nenhum amigo do trabalho, só saía com os meua colegas da faculdade, esses sim me comiam, e muito (rs). Mas em uma destas festas eu conheci o Rafael, um moreno lindo, quase 1,90, sarado, enfim um tesão. Começamos a sair, namorar sério mesmo. Parei de sair com os meus colegas de faculdade, só saía com o Rafael, e logo já erámos vistos como o casal maravilha da empresa. Ele trabalhava no setor de vendas da empresa. Ele também tinha um pau maravilhoso, nada gigantesco, mas bem grosso e cheio de veias, adorava sentir aquela rola dentro de mim. Depois de um ano na empresa e de namoro, resolvemos ficar noivos e marcar a data para o nosso casamento. O Rafael era de São Paulo, e ele conseguiu uma transferência para a nossa filial em Sampa. Isso iria acontecer depois do casamento. Iria eu e ele para Sampa, fiquei super feliz, pois sempre achei Sampa uma cidade legal para se viver, afinal tudo acontece em Sampa. Ficamos radiantes. Mas ai cometemos um erro. O Rafael, assim como eu, tínha acesso sobre informações privilegiadas da empresa, e percebeu que com a minha ajuda, poderia desviar uma grana para ajudar na nossa lua de mel. Não seria nada de um rombo gigante, seria mesmo só para nossa lua de mel mesmo, queríamos viajar para o Caribe, e ai a ganancia falou mais alto e ele fez e como eu era do setor contábil consegui encobrir o rombo.
Compramos a viagem de lua de mel, marcamos a data do casamento e tudo ia muito bem. Até que uma semana ante

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Para entrar em contato com este autor preencha o formulario abaixo e clique em enviar.

Sobre este autor

  • Escritos por: Linda Oksana
  • Membro desde: 18 de setembro de 2012

Outros contos de autoria deste autor Linda Oksana

Ultimos contos escritos por Linda Oksana »

Pesquisa