Welcome, visitor! [ Register | Loginrss

As melhores acompanhantes do Rio de Janeiro estão aqui! hotside.com.br

Férias na praia em família 5

  • Enviado: 24 de setembro de 2010 09:25

Corpo do conto

Eu estava exausto, fui acordado por minha mãe para ir almoçar junto com todos em um restaurante próximo a casa em que estávamos. No caminho meu primo quis saber como tinha sido de noite, e eu contei que a mãe dele tinha acabado comigo juntamente com nossa prima G.Ele me olhava um pouco incrédulo e assustado, acho que ele não imaginava que tia S. fosse liberal a tal ponto, e diante da minha afirmativa chamou sua mãe que ia um pouco na frente junto com as outras para perguntar, e mais uma vez se assustou quando recebeu a resposta, chegou a ficar sem palavras.Aproveitei pra perguntar a minha tia como meu tio e ela tinham começado nesse negócio de troca de casais, e ela foi nos contando das festas que eles iam, o que faziam lá, como convenceram minha mãe e tia E. a ir com eles, a tentativa de levar meu pai e as escapadinhas que ela e minha mãe davam de vez em quando.

Após o almoço fomos todos na praia e aproveitamos mais um dia sem preocupações, eu já estava bem mais a vontade com minhas tias e passamos a tarde toda conversando sobre várias coisas menos sobre a noite passada. No retorno pra casa com as meninas e meu primo C. indo na frente, tia E., disse estar bem incomodada com a participação de minha prima G. em nossa sacanagem pois achava ela muito nova e estava com medo de perder o respeito de suas filhas.Minha mãe então pediu que ela ficasse tranqüila pois falaria com G. e além do mais, ela e tia S. estavam dando pra nós e em nenhum momento nós as desrespeitamos.Tia S. continuou tranqüilizando e disse que A. até poderia ser mas G. não era tão inocente assim e contou da nossa transa na sala, gelei mas me defendi contando como foi a situação e mostrando para minha tia que estávamos aproveitando o sexo, só que em família e de uma forma muito boa sem desrespeito ou preconceito.Minha mãe minimizou o acontecido e continuou falando até que conseguiu convencer tia E., de que minha prima estava gostando e que A. também iria participar se todas elas falassem com ela da maneira certa pra que todos nós pudéssemos juntos curtir as férias ao máximo.

Naquela noite todos fomos passear e tia E., ainda encucada, conversava com minha mãe e tia S. sobre como contar para A. o que estávamos fazendo sem que ela achasse um absurdo, e se ela iria querer participar.Minha mãe pediu que eu, minha prima G. e meu primo nos afastássemos pra que elas pudessem falar com A., e marcou um lugar para nos encontrarmos depois.Nesse dia eu não estava muito animado e estava achando aquilo tudo frescura de minha tia E., na certa A. não deveria ser uma piranha de carteirinha mas com certeza tinha seus segredinhos e embora não demonstrasse parecia um pouco frustrada por ser bonita mas magrinha e não ser desejada como as mulheres da família, seria muito fácil convencê-la mostrando que ela era desejável para nós .Após um tempo, nos encontramos no lugar marcado, compramos uma pizza e seguimos para casa sem nenhuma anormalidade aparente, perguntei a minha mãe o que tinha acontecido e ela só fez sinal que depois me falava.

Chegamos em casa ainda cedo e eu estava curioso para saber como tinha sido a conversa, segui minha mãe até seu quarto perguntando novamente e ela me disse que A. ficou chocada no inicio mas não fez muito drama e até perguntou como aconteceu isso e como fazíamos.Então perguntei se ela participaria também e se minha tia E., finalmente ficaria conosco, minha mãe disse não saber pois elas conversariam só entre elas e decidiriam, mas que tia E., gostaria de participar conosco mas estava preocupada com o que A. iria pensar.Sai do quarto e dei de cara com meu primo implorando a tia S. para G. ficar com eles mais tarde, e ela indo tomar banho só ignorava ele que ao me ver começou a reclamar dizendo que não era justo pois eu tinha ficado com duas e ele não, que elas estavam gostando mais de mim e coisas do tipo.Começamos a rir e mandei ele deixar de ser enjoado, minha mãe querendo saber do que estávamos rindo entrou na conversa e mais uma vez ele começou a falar deixando tia S. irritada que disse ser por esse motivo que ele não ganhava nada e me puxou pela mão me chamando para ir tomar banho com ela.

Entrei no banheiro acompanhado por meu primo que explicava a minha mãe que queria foder com duas mulheres como eu tinha feito, minha mãe sorrindo chamou minha tia que já estava nua e disse que iria acabar com as reclamações dele rapidinho. C. tirou a bermuda e sentou em um banquinho bem baixo que tinha ao lado da pia com nossas mães ficando de quatro para chupá-lo.Não perdi tempo e me coloquei atrás das duas, levantei o vestidinho da minha mãe e fui chupando as bocetas alternadamente, meu primo só gemia enquanto elas chupavam sem parar.Era incrível a visão que eu tinha, as duas com a bunda pra cima chupando meu primo e eu podendo fazer o que eu quisesse.Segurei na cintura da minha mãe e fui metendo devagar sendo ajudado por ela que rebolava em minha pica, soquei um pouco e fiz a mesma coisa com minha tia que gemeu alto sem se importar com nada, ela dizia estar muito excitada com tudo aquilo e me pediu pra não parar enquanto chupava seu filho com mais vontade.Estava tão concentrado empurrando até o fundo da boceta da minha tia e apertando a bunda de minha mãe que nem vi meu primo gozando, só ouvi os gemidos de tia S. recebendo toda a porra em sua boca.Meu primo estava realizado parecia até que tinha acertado na loteria, minha mãe e tia S. sorriam e diziam que era muito melhor fazer com a gente do que com homens mais velhos porque elas se sentiam as mulheres mais gostosas do mundo.Fomos para o chuveiro sob os olhares atentos de meu primo, minha mãe me encostou na parede e de costas pra mim colocou meu pau em sua boceta rebolando e empurrando seu corpo contra o meu, tia S. se masturbava embaixo do chuveiro e pediu pau também.Ficou na mesma posição que minha mãe estava e com as mãos no joelho engolia todo meu membro com sua boceta enquanto minha mãe me beijava, rebolava sua bundona me fazendo gozar bem gostoso dentro dela.

Descemos e lanchamos todos juntos normalmente e fomos jogar baralho na varanda deixando minha mãe e tia E., na sala conversando.Estávamos jogando e nos divertindo bastante até que G. disse querer ficar conosco mais tarde, Tia S. que acompanhava o jogo de pé ao lado de meu primo disse que não teria problema nenhum mas a mãe dela queria conversar com as duas sobre isso primeiro, o que deixou G. indignada pois não entendia o porque de tanto drama.Tia S. deu razão a tia E., dizendo que ela estava apenas zelando por elas e não queria que as duas pensassem mal dela e coisas do tipo, sendo ajudada por minha prima A. que também defendeu sua mãe dizendo que era preciso muita conversa pra poder digerir tudo aquilo e perguntou o que faríamos mais tarde.Tia S. disse que a gente ia fazer o que tivesse vontade pois não havia preconceito nenhum entre nós, que aquilo era mais normal do que ela imaginava e que A. iria gostar muito de participar conosco.Minha prima não respondeu, apenas continuou a jogar com olhar de aprovação.

Deixei todos conversando lá em baixo e fui jogar um pouco de vídeo-game no quarto sem me preocupar com o que aconteceria, acabei pegando no sono e só acordei no outro dia sem saber o que tinha se resolvido. Meus primos ainda dormiam minha mãe e tia S. arrumavam as coisas para o passeio de barco que faríamos depois do almoço enquanto tia E., tinha ido a padaria.Me sentei na cozinha ainda sonolento mas bem mais disposto e minha mãe perguntou o que eu tinha tomado que me fez apagar, respondi que tia S. e ela tinham acabado comigo e quis saber o que eu perdi naquela noite. Tia S. disse que depois que eu subi, todos se juntaram na sala para uma conversa onde conseguiram convencer A. e tia E. a pelo menos ficar com eles para ver se gostavam.No inicio ficaram um pouco acanhadas mas depois se soltaram, tentaram me chamar mas eu não dei nem sinal de vida, minha mãe rindo disse que meu primo tentou mas não conseguiu se segurar por muito tempo, deixando ela, tia S. e G. se divertindo sozinhas enquanto tia E., juntamente com A. viam tudo e conversavam.Depois de muita conversa, tia E. deu uma mamada em meu primo que não se agüentava mais, e minha prima A. foi chupada e mimada por todas que fizeram ela gozar e aproveitar muito.

Continua….

No Responses to “Férias na praia em família 5”

  1. ESTOU LOUCO PRA LER O LTIMO

  2. Thiago, tenho lido seus contos, eles esto muito bons. No pare de escrever e continue at mostrar todas essas mulheres da sua famlia. S uma pergunta, nenhum outro homem da familia, tipo um primo ou tio, entrou no esquema? Adoraria ver mais um primo seu com a me. Acho incesto me e filho demais, principalmente em grande nmero. (rs)

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Para entrar em contato com este autor preencha o formulario abaixo e clique em enviar.

Pesquisa