Welcome, visitor! [ Register | Loginrss

As melhores acompanhantes do Rio de Janeiro estão aqui! hotside.com.br

dei para os jardineiros na cama dos meus pais

  • Enviado: 19 de novembro de 2008 10:48

Corpo do conto

ola,sou a aline,tenho 19 anos,loirinha,1,70 alt,58 k,coxas grossas,seios grandes,bundao de parar o transito.desde novinha,eu dou feito uma vadia pra varios machos de uma so vez,sem me importar com as consequencias.e dessa vez,passei dos limites e fui descoberta pelos meus pais,o que me forçaram a me casar,para nao ser expulsa de casa,como relatei em tentei ser uma mulher direita,mas..e me casei cheia de porra e ainda,meu marido descobriu que nao era pai do meu filho.um certo dia,meu pai contratou um jardineiro e dois ajudantes,para cortar a grama e limpar o quintal de casa,mas eles tinham que ir a uma cidade proxima,resolver uns problemas e meu irmao tinha viajado,por isso tive que ficar sozinha em casa e receber os jardineiros.pra isso,vesti um shortinho branco transparente,que deixava a mostra as poupas e a metade do meu rabao,uma tanguinha preta fio dentau,um top,que e so uma faixa e no eles chegarem,abri a porta,mandei entrar e vi que eles me olharam de cima em baixo,o que molhou a calcinha de imediato.na hora de servir o cafe pra eles,me abaixava com a bunda virada pra eles,o que rendeu comentarios,do tipo,se eu pego essa putinha…metia nesse cuzao ate gozar la dentro…o que fez eu gozar,deixando eu louquinha de tesao.eles foram pra fora cortar a grama e eu continuei com os afazeres de casa.no que terminei,resolvi investir ainda mais pesado,pra ver se eles me comiam.coloquei uma camiseta,que morria nas poupinhas do meu rabao gostoso e chamei eles pro almoço.eu me abaixava e mostrava tudo,cu,buceta,pois a minha tanguinha nao escondia nada,so mostrava ainda mais a puta que eu sou,quando um deles perguntou se nao tinha rabada pra servir no almoço.e eu com uma cara de vadia respondi que nao.e ele,atrevido,se levantou e disse,vou comer essa aqui mesmo,ja levantando a camiseta e enfiando o dedo no meu cuzao por cima da minha tanguinha preta,fazendo eu gozar na hora.nisso eu chamei os outros dois e disse,querem comer tambem?e eles ja me atacaram,arrancando a camiseta e mamando os meus peitos e eu?gemia feito cadela,implorando por pica no cu e na buceta,o que me deparei com dois cacetoes de 18 cm e um de 21 cm,esse aguentei de uma so vez no cu,os outros na buceta e na boca.e eles so me chamando de putinha,vadia,que eu provoquei eles o meio dia inteiro,agora teria que agentar eles e eu so gozando,ou melhor;gozei duas vezes e eles me encheram o cu,a buceta e a boquinha de porra quentinha.eles foram pra fora continuar o serviço e eu so vesti a camiseta,ficando com a tanguinha ensopada de porra,arrumei a cozinha e a tarde passou e na hora de eles irem embora,chamei eles pro quarto dos meus pais,pra realizar uma fantasia,dar pra mais de um macho na cama dos meus pais.eu,os chamei pro quarto,quando eles entraram,me viram de quatro,so de tanguinha socada no cu e disse,quero duas rolas na buceta e eles prontamente me atenderam,enfiando aquelas picas dentro da minha xana,enquanto chupava o terceiro,ate os dois que comiam a buceta,gozarem la dentro gostoso e o terceiro tambem gozou dentro.nisso,eles foram embora e eu fiquei deitada um pouco na cama dos meus pais,pensando como e gostoso dar na cama deles e ainda pra treis machos.no dia seguinte,os recepcionei de camisolinha e tanguinha rosa,o que logo fui atacada e comida,levando treis gozadas dentro da buceta.eles foram terminar o serviço e eu continuei de camisolinha e tanguinha,curtindo a gozada que eu levei escorrer pelas minhas coxas.eles terminaram o serviço e mais uma vez me posicionei na cama de quatro,o que levei duas picas no cu e chupei uma terceira,que logo levei muita porra.e ainda,eles tiveram gas para me comer mais uma vez,depositando leitinho dentro da minha buceta arrombada.na hora de eles irem embora,meus pais chegam mais cedo da viagem e me pegam de camisolinha e tanguinha,toda gozada,vazando porra pelas coxas,do lado de treis jardineiros,que fizeram o serviço[e bem feito por sinal],escurraçaram eles de casa,e o meu pai,me vendo naquela situaçao so disse,nunca pensei que tivesse uma filha vagabunda,tao puta que da pra qualquer um na esquina.apanhei dele,ainda revistou o meu quarto e descobriu todas as minhas roupinhas de puta e os meus vibradores e picas de borracha.jogou tudo fora e me ameaçou,se eu nao me casasse e me tornasse uma mulher decente,que podia sumir de casa.ate fui decente,mas por pouco tempo.hoje,continuo mais puta ainda,dando feito cadela sem me importar com as consequencias

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Para entrar em contato com este autor preencha o formulario abaixo e clique em enviar.

Pesquisa