Welcome, visitor! [ Register | Loginrss

As melhores acompanhantes do Rio de Janeiro estão aqui! hotside.com.br

Tipo do usuario: guest

comi minha sogra

  • Enviado: 8 de janeiro de 2008 22:24

Corpo do conto

Bom, ola para todos, foi muito dificil tomar esta atitude de publicar o ato mais louco de sexo que cometi em minha vida, mas tudo começou quando casei, tinha apenas vinte e um anos e minha esposa dezenove, moravamos longe de nossos pais, mas a coisa foi ficando muito dificil na area financeira, e decidimos morar com a familia de minha esposa, minha sogra tinha uma casa de dois comodos no fundo de sua casa, nos mudanos para lá, depois de um mês tudo rolava bem, ate minha esposa arrumar um emprego no periodo da noite com minha unica cunhada num buffet, ai meu sogro começou a buscalas de madrugadas, deixando eu e minha sogra sozinhos, reparei que depois que meu sogro saia com o carro ela usava o banheiro do fundo ao lado de minha casa varias vezes durante aquele periodo, fiquei meio confuso, mas deixei para la, ate que um dia apareceu uma festa no sabado a tarde e minha esposa e minha cunhada foram, deu duas da tarde meu sogro um senhor de 60 anos saiu para buscalas, cinco minutos depois minha sogra grita com seu cachorro no quintal vindo no rumo do banheiro com uma toalha muito curta aparecendo toda sua madega, nossa fiquei com a pau duro na ora, quando espiei pela janela e vi uma nadega branquinha e muito redanda, fiquei com um pouco de medo pensando que ela tinha me visto, mas depois penssei , Oras ela tem um big de um banheiro la dentro o que estava fazendo no nosso ali fora ainda com uma toalha daquele tamanho, voltei a olhar pela janela e vi que a porta estava aberta, minha sogra estava enssabuando seu corpo que é um pouco gordo, mas uma bunda redondinha, fiquei ali ate ela terminar, ela saiu do banho sem nada andando pelo quintal, não guentei e fui logo bater uma punheta, cozei como um louco pensando naquela bunda, depois de uma samana minha esposa fala que teria que trabalhar no sabado que vem a noite, fiquei mornal e falei que tudo bem, chegou o dia e minha esposa foi trabalhar dando meia noite e mei meu sogro foi busca-las, fique sozinho de novo com a minha sogra, ai eu tomei a atitude de ir no banheiro para mijar, fiquei de lado no vaso ficando de frente para porta, e deixando meu pau ( tenho um penes de vinte e um centimentros, muito grosso) a vista de quem passasse pela porta, quando de repente minha sogra aparece e fica olhando para meu pau ainda um pouco mole, eu dei uma desfarçada e tentei guardar rapido mas ela disse para não ficar enverganhado não, que eu era como filho para ela, olhei para suas pernas e reparei que estava so de calcinha vermela e uma blusa de cotão apertando seus enormes peitões, meu pau subiu como um foguete e ela arregalou o olho, dizendo nossa como minha menina aguenta toda essa rola, disse que era com muito carinho que a cominha, reparei que enquanto eu falava ela acariciava sua xoxota, disse se ela queria usar o banheiro que eu ja tinha terminado, ela veio e tirando sua calsinha mostrou uma chana muito bem raspada e rosada, sentou no vaso como se foce mijar e falou na minha cara se eu ficasse calado ela me faria uma chupeta, nem respondi, só coloquei o pau bem duro na frente de sua boca que logo começou a chupalo, babava nele e engulia quase tudo, fui a delirio com aquela coroua, enquanto chupava meu cassete ela me olhava e acariciava meu saco, com a outra mão batia um siririca, ficou cerca de uns dez minutos até que falei que iria gosar, ai ela parou, e me disse que se foce para gozar teria que fazer ela gozar primeiro, e me puchou pelo braço e me levou para o tanque de roupas, ficou de costa com aquela enorme bunda branca com as duas mão abrindo suas nadegas, me pedindo para comela que ja fazia mais de oito anos que meu sogro nao dava no coro, e que aquela rola tinha caido do céu para ela, passei um pouco de saliva na cabeça do meu pau e encostei na porta de sua buceta, ela deu um jemidinho que não aguentei e fui emperrando meu cassete todo bem de vagarinho em sua buça muito apertada, quando começei a bombar mesmo ele ruivava muito, para fazer ela calar a boca puxei seu cabelo e a chamei de vagabunda, e cada vez mais socava nela, mais ela jemia, nossa que chana gostosa aquela, ela me chamava de seu jenrrinho do coração que se começe ela direito senmpre teria uma chana estra para fuder, e disia que queria desvirginar sua cuzinho com meu pau, fiquei louco, depois de uns dez minuto que estava fudendo a velha ela gritou que iria gozar como, e como uma puta rebolava no meu pau, ai eu não guentei e logo depois dela foi minha vez, e falei, ai sogrinha acho que vou derramar meu leitinho em sua chana, ela parou rapido e se abaixando de joelhos abriu a boca e meteu meu pau la dentro, não deu outra ela bebeu todo meu gozo, fui uma loucura, minha esposa nunca que tinha feito aquilo, depois que terminei ela disse por favor que não contasse para minguem, falei só se ela me desse quando eu quisesse, ela falou que para ela seria otimo desde que fosse sempre em segredo e que me deixaria quebrar a prega de seu cuzinho, depois se levantou e foi para sua casa na frente, entrei em casa e fui me trocar, não demorou muito para que meu sogro chegasse,depois conto como comi aquele rabo vingir e como hoje tenho ema amante que é minha sogra.

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Para entrar em contato com este autor preencha o formulario abaixo e clique em enviar.

Sobre este autor

  • Escritos por: rossimir
  • Membro desde: 24 de julho de 2008

Outros contos de autoria deste autor rossimir

Ultimos contos escritos por rossimir »

Pesquisa