Welcome, visitor! [ Register | Loginrss

As melhores acompanhantes do Rio de Janeiro estão aqui! hotside.com.br

Tipo do usuario: guest

Amamentei Mamãe

  • Enviado: 23 de janeiro de 2002 01:05

Corpo do conto

Lendo alguns relatos de sexo na Internet, criei coragem de contar o meucaso real. Meu nome é Alessandra, sou estudante de direito, moro comminha mãe e meu filho de 7 anos. Tenho 23 anos e minha mãe 37. Ela éprofessora na faculdade. Fiquei grávida aos 16 anos de um menino comquem eu fiquei algumas vezes e que na ultima vez que saímos, me pegoumeio à força, tirou meu cabaço com brutalidade e me “encheu” com umfilho. Foi uma foda só e “Crau”, engravidei na primeira e única vez.Mamãe também foi mãe solteira e me deu todo o apoio.Eu, quando menina, sempre via mamãe com outras colegas, inclusive houveuma que morou muito tempo conosco. Mas nunca a via com rapazes. Quandoengravidei ela falou: “Homem só serve para isso. É melhor ficar longedeles”. A minha experiência foi muito ruim e passei a acreditar nela.E, não sendo boba, a entender as mulheres que andavam com ela.Nasceu meu filho, foi tudo ótimo, eu tinha muito leite e sempre tinhaque esgotar os seios pois ele não dava conta de todo o leite. Era umsuplício tirar o leite com aquelas malditas bombinhas. Mamãe me ajudavaquando estava junto e sempre tocava meus seios com muito carinho. Quandoo meu filho fez 5 meses, numa tarde de sábado ela estava em casa e foime ajudar. Quando veio com a bombinha eu dei um gemido de desgosto. Elafalou: “É muito ruim, não é? A gente podia fazer de uma maneira melhor,quer? Você vai gostar e se não quiser, tudo bem. Topa?” Sem saber o queera, topei pois nada seria pior que a bomba. Ela encostou o rosto naminha barriga e suavemente pegou o bico do meu seio na boca e começou asugar bem de leve. Tive um arrepio esquisito, aquilo estava muitogostoso, nunca tinha reparado que amamentar era tão bom. Sentia o leiteesguichando na boca dela que bebia tudo. Com a mão apertei o seio porbaixo para sair mais e ela mamou até esgotar todo o leite. Passou para ooutro seio e mamou ali o que restara da mamada do meu filho. Depois,ainda debruçada sobre mim, ela perguntou: “E então, foi bom? Gostoso?”Eu estava excitada, minha xoxota estava encharcada e somente assenticom a cabeça. Mamãe então se aproximou mais, encostou os lábios nos meuse me deu aquele beijo que namorado nenhum nunca tinha me dado. Sualíngua passeava dentro da minha boca, havia o gostinho do meu leitenela, eu estremeci toda quase gozando. Aí ela se afastou. Me empurrousobre a cama, tirou meu peignoir e a calcinha e ficou nua também. Abriuminhas pernas, deitou-se de novo sobre mim e encostando sua buceta naminha, começou a se esfregar. Sentindo seus pêlos fartos esfregaremsobre meu clitóris, fui às nuvens. Mas ela queria mais e começou adescer o corpo voltando a chupar meus seios. Nesta posição os seus seiosroçavam minha buceta. Ela tinha seios grandes, com bicos bem destacadose escuros e ela pegou um seio e colocou o bico dentro de minha xoxota.Começou a se movimentar como se fosse colocar o seio todo lá dentro.Nesta hora eu não pude mais segurar e, colocando minhas mãos em suascostas, abri o máximo que pude as coxas, apertei o corpo dela contra mime gozei , tendo o orgasmo que eu nunca tinha tido. Foi aí que eu senticomo sexo era gostoso. Ficamos nos esfregando ali o resto da tarde, meufilho dormindo no berço ao lado. Fizemos de tudo o que duas mulherespodem fazer. Minha mãe já tinha experiência, gostava de transar commulheres e me ensinou tudo. Hoje moramos juntas, partilhamos o mesmoquarto e fazemos sexo sempre. Sou amante da minha mãe e ela é minhaamante. Não temos homens (nem precisamos), às vezes trazemos outrasamigas para transarem conosco. Mas ficou na lembrança o dia em que, pelaprimeira vez, amamentei mamãe.

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Para entrar em contato com este autor preencha o formulario abaixo e clique em enviar.

Sobre este autor

  • Escritos por: mara
  • Membro desde: 2 de novembro de 2003

Outros contos de autoria deste autor mara

Ultimos contos escritos por mara »

Pesquisa