Welcome, visitor! [ Register | Loginrss

As melhores acompanhantes do Rio de Janeiro estão aqui! hotside.com.br

Tipo do usuario: guest

Ajudei o namorado da minha filha a comer ela

  • Enviado: 28 de outubro de 2008 14:48

Corpo do conto

Me dou muito bem com o namorado da minha filha (até demais).

Quando estamos bebendo junto, conversamos sobre sexo, abertamente, sem preconceitos.

Certo dia perguntei a ele sem nenhum constrangimento: “Me responde sinceramente; você já comeu a minha filha, sua namorada?”. E ele com toda naturalidade me respondeu: “Quer saber mesmo? Eu comí ela no primeiro dia de namoro. Ela é bastante desenibida e decidida em matéria de sexo; foi ela quem tomou a iniciativa e a comí gostoso, pois ela é muito fogosa e fode como uma puta”.

Prá ser sinsero fiquei excitado com o que ele disse, porque também tenho tesão por ela que é muito gostosa.

Depois de muitas doses de bebida, falei prá ele que queria presenciar ele fudendo minha filha e participar. Ele ficou de falar com ela, se ela topava.

Em outro dia, para minha surpresa ele me disse que ela havia topado, que tinha essa fantasia; que eu visse a filhinha dele sendo enrrabada, e seria naquela noite mesmo, na minha casa. Meu coração disparou.

Fomos para casa e começamos a beber e ela chegou com um vestido muito sensual, tão curto que dava prá toda as suas coxas. Depois de alguns amassos, ela coxichou no ouvido dêle e foi para o quarto e ele foi atraz, olhando para mim e piscando o ôlho.

Depois ele abriu a porta e fez sinal para que eu entrasse. Quando entrei ela já estava completamente nua de bruços com seu rabo gostoso para cima; ele já esta de pau duro (que era grande e grosso).

Ele mandou que ela ficasse de quatro pé e começou a pincelar a regada da bunda dela com o cacête. Não resistí; segurei o pau duro dele e encostei a cabeçorra na entrada da bucêta da minha filha e mandei que ele metesse tudo, bem devarinho para me deliciar com aquela vara enorme entrando na bucêta da minha filha. Ela começou a gemer e a rebolar o trazeiro. Ele a segurou pela cintura e começou a socar fortemente no rabo dela até o talo. Ela dizia descontroladamente: “Vai amor! estou sentindo seu pau gostoso bater lá no fundo do meu útero, vai! quero que meu pai veja a filhinha dêle gozar como uma puta. No mesmo instante ele deu um urro e tirou a cacêtão de dentro dela já esporrando. Agarrei seguerei o pauzão dele pelo tronco e fiz questão de esparramar tôda aquela porra no rabo da minha filha; era uma loucura. Sem muita demora ele ordenou que ela sentasse na cama e enfiou a pau ainda lambuzado de esperma em sua boquinha; ela chupava como verdeira puta, engolindo tudo aquilo com gosto, e olhando para sorrindo. Depois de algum tempo ele falou que iria gozar e perguntou a ela onde queria receber a carga de espema; ela disse: “Quero uma parte na bôca e outra no rosto”. E assim foi; ele deu algumas golfadas dentro da bôca dela e era tanta pôrra que aínda deu para afogar ela, cobrindo todo seu rosto lindo e jovem, escorrendo até seus peitinhos.

Não resestí mais e sem dizer nada metí meu mau na bucêta da minha filha e comecei á fudê-la loucamente. ela não reagiu e deixou que seu paizinho se deliciasse da sua bucêta também, já encharcada de esperma. Ela dizia: “Vai pai, termina encher a bucêta da tua filhina de pôrra quente” Gozei rapidamente e misturei minha pôrra com a do namorado dela. Ela espalhava o nosso esperma por todo o corpo deliciosamente e falava “Adoro levar um banho de esperma e engolir também”.

Pedí a ela que não se limpasse, pois queria ficar sentido o cheiro de esperma nela e que se empreguinasse em suas carnes macias. Ela dormiu e no dia seguinte levantei o lençol e o esperma já estava ressequido em todo seu corpo. Meu pau endureu, batí uma punheta e esporrei em cima dela; no rosto, nos peitos, na barriga e na bucêta.Ela fingia que estava dormindo, pois quando saí do quarto fiquei olhando pela frecha da porta e ela passava a mão na minha pôrra e lambia os dêdos.

Outro dia fizemos tudo de novo a pedido dela, e desta vez foi tudo filmado. Assisto o filme várias vezes com ela e a gente fode adoidado sem limites. Ela gostou tanto do cacête do seu pai, que disse que queria que eu comesse o cu dela. Depois eu conto.

No Responses to “Ajudei o namorado da minha filha a comer ela”

  1. cara o que eu fao para come essa putinha da sua filha gostosa

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Para entrar em contato com este autor preencha o formulario abaixo e clique em enviar.

Pesquisa