Welcome, visitor! [ Register | Loginrss

As melhores acompanhantes do Rio de Janeiro estão aqui! hotside.com.br

Ah! Esses irmãos safadinhos!

  • Enviado: 29 de novembro de 2013 09:52

Corpo do conto

(escrito por Kaplan)
Livia chegou em casa, vindo da faculdade. Cansada, foi para o quarto, tirou a calça jeans e ficou de calcinha e uma blusinha. Lembrou-se de uma revista que uma colega emprestara, abriu a mochila e deitou-se na cama para folhear. Depois iria ler, com calma, se realmente houvesse algo interessante.
Estava ali, tranquila, sossegada, quando seu irmão Raul chegou, da faculdade dele e foi até o quarto dela. Foi só para cumprimentá-la, mas quando a viu com as pernas flexionadas, as coxas inteiras de fora,e só a calcinha… não deu para resistir.
Deitou-se na cama, encostando seu corpo no dela e sua mão já foi visitar a xotinha da irmã, passando o dedo por cima da calcinha, acompanhando toda a rachinha dela.
- Hummm…. Raul, que gostoso!
- Você é que é a gostosa aqui, mana…
Ela riu. Adorava receber elogios do irmão. Sentou-se na cama e tirou a blusinha. O irmão vibrou ao ver os peitinhos dela. Sempre vibrava quando via, pegava, mamava. Adorava aqueles peitinhos. E ela adorava ser sugada pela boca ardente do irmão.
Mas o que ela gostava mesmo era de chupar o cacete dele. E depois de ter tirado a blusinha, o que ela fez foi abrir a braguilha da calça do irmão e colocar o pau dele para fora, para fazer-lhe aquele boquete que ele tanto gostava.
Rapidamente, Raul livrou-se das roupas todas, deitou-se na cama e Livia ficou de quatro, para continuar a chupar o pau dele, já duríssimo. Chupou tanto que ele teve de pedir para ela parar, se não iria gozar. Ela parou, ficou ajoelhada na cama, rindo para ele e ele tirou a calcinha dela e foi beijar-lhe a bunda, lamber-lhe o cuzinho e a xotinha e seus dedos entraram lá e fizeram a irmã fechar os olhos e gemer baixinho.
- Quer me cavalgar?
- Quero, quero sim.
Ele ficou deitado, segurando o pau, enquanto ela sentava e pulava assim que sua bunda encostou nas coxas do irmão. Pulou bastante, até ficar cansada e então deitou-se de costas para que o irmão a comesse pela frente. Vendo aquela bucetinha toda depilada, o irmão não teve dúvida em enfiar a piroca lá dentro e bombar bastante. Depois ele a virou, mantendo-a deitada e penetrou sua xotinha por trás, bombando mais alguns minutos.
- Posso comer seu cu hoje?
- Pode, mas vai devagar… lembra que doeu muito da outra vez…
Ele foi enfiando, bem devagar, ela sentiu muita dor novamente, mas aguentou firme. Sabia que depois que a cabeça entrava ficava menos dolorido, então até ajudou para que ela entrasse logo, pressionando seu corpo para trás.
- Ai!!!! Doeu… espera um pouco!
Raul ficou com o corpo parado, esperando que ela relaxasse e quando ela disse que podia continuar, enfiou o resto, para bombar novamente.
- Ai! Está bom, agora tira, por favor!
Ele tirou e como já estava quase gozando, apontou o pau para o rosto da irmã e despejou seu leitinho lá.
- Ufa… foi gostoso hoje, Raul. Muito gostoso! Agora cai fora, preciso me lavar e estudar!

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Para entrar em contato com este autor preencha o formulario abaixo e clique em enviar.

Pesquisa